Abrigo fica sem animais para a adoção pela primeira vez nos EUA

Instituição em Chicago comemorou o marco histórico. Isolamento social aumentou a procura por pets que precisam de um lar

Floppy é um dos cãezinhos que ainda estão no abrigo

Floppy é um dos cãezinhos que ainda estão no abrigo

Reprodução/Facebook

Em meio à pandemia do novo coronavírus, um abrigo de animais em Chicago, nos Estados Unidos, ficou sem pets para a adoção pela primeira vez na história. Ao que tudo indica, o isolamento social tem elevado a procura por um amigo de quatro patas.

No Facebook, a página oficial do Chicago Animal Care and Control (CACC) publicou um comunicado sobre o momento. “Sim, você leu bem isso, estamos sem animais adotáveis! É algo que nunca pensamos dizer... e estamos felizes em trazer esta notícia”, diz o post.

Além disso, o abrigo informou que continua a receber doações porque outros animais continuam a ser resgatados diariamente e levados para lá. 51 cães, seis gatos e dois galos que ainda não estão prontos para adoção devido a um período de espera padrão, para a observação de raiva ou porque alguns deles se perderam de seus donos e esperam a procura, ainda se encontram no CACC.