Água e cestas básicas serão doados a comunidades no Amapá

ONG irá distribuir mais de 200 galões de água potável e cestas básicas para as famílias ribeirinhas da Vila Progresso, no Arquipélago de Bailique

Galões de água e cestas básicas começaram a ser transportados para comunidades do Amapá

Galões de água e cestas básicas começaram a ser transportados para comunidades do Amapá

Divulgação/MEAP-AP)

Há mais de duas semanas, o estado do Amapá enfrenta problemas no fornecimento de energia após incêndio em uma subestação. O apagão deixou 14 dos 16 municípios do estado sem energia - situação que reflete em outros serviços básicos, como acesso a água potável.

Desde o dia 8 deste mês, uma parte do fornecimento foi restabelecida, mas em sistema de rodízio, somente por algumas horas do dia.

Visando ajudar as milhares de famílias, principalmente aquelas em situação de vulnerabilidade, a ONG Visão Mundial iniciará nesta quinta-feira (19), a distribuição de galões de água potável e cestas básicas para as famílias ribeirinhas da Vila Progresso, no Arquipélago de Bailique, distante 12 horas de barco de Macapá.

As doações começaram a ser transportados para comunidades do Amapá nesta terça-feira (17). No total, serão 265 cestas básicas e 220 galões de água mineral de 20 litros entregues a famílias da comunidade. Até dezembro, os galões de água serão repostos uma vez por semana, totalizando a entrega de mais de 21 mil litros de água a mais de 200 famílias.

"A finalidade dessa ajuda é conseguir chegar às comunidades mais distantes, de difícil acesso. O único acesso ao distrito é o fluvial. Se na capital a situação está complicada, imagina nos locais mais distantes. A Visão Mundial espera contribuir com assistência humanitária às comunidades vulneráveis nesse momento tão frágil que eles estão passando", afirma Kess Jones, gerente de mobilização da organização.

A ONG atua no estado por meio do Movimento Juntos pelas Crianças, que une organizações e entidades que trabalham pela proteção da infância.