Ale Xavier e Fred revelam melhores e piores momentos da carreira

Influenciadores digitais participaram da live SOS Famílias do Sertão, com mediação do apresentador Cesar Filho, do 'Hoje em Dia', da Record TV

Ale Xavier, Cesar Filho e Fred participaram da live especial da Record TV

Ale Xavier, Cesar Filho e Fred participaram da live especial da Record TV

Reprodução

Dois dos maiores influenciadores digitais do mundo dos esportes, Ale Xavier e Fred participaram nesta quinta-feira (28) da live em prol da campanha SOS Famílias do Sertão. Os dois comentaram uma paixão nacional: o futebol. A mediação foi de Cesar Filho, apresentador do Hoje em Dia, da Record TV.

A ação acontece durante está quinta e é transmitida ao vivo pelas redes sociais da Record TV.

Também fã futebol, tendo começado a sua carreira como repórter esportivo, Cesar perguntou aos dois convidados quais foram o melhor e o pior momento dos dois no canal Desimpedidos, no YouTube.

“O momento mais especial foi a entrevista com o Cristiano Ronaldo, a primeira. Pouquíssimos jornalistas do mundo têm acesso a ele e conseguimos ter esse acesso. Ele nos recebeu muito bem, conseguímos extrair uma série de informaçõe e respostas legais. As pessoas puderam sentir que ele é um caro descontraído e recebe todo mundo muito bem”, disse Fred. “O pior momento foi a eliminação para a Bélgica, na Copa do Mundo de 2018. Estava lá no estádio, fixado na cabeça que viveria a campanha do hexa, mas não foi uma frustração bem grande.”

“O melhor para mim, sem dúvida alguma, foi a Copa do Mundo Feminina no ano passado. Não só pela representatividade para mim como pessoa e jornalista, mas por estar fazendo parte disso. Quando parei, disse ‘olha onde estou’ e graças ao Desimpedidos. Mas o pior momento, foi também na Copa do Mundo. O Brasil não tinha um time para estar na final, mas as meninas estavam com muita vontade e muita garra de passar pela França, o que não aconteceu”, completou Ale.

'Titular, reserva e longe do seu time’

Cesar adotou uma brincadeira da internet e perguntou as dois qual jogador a são-paulina Ale e o palmeirense Fred queriam como titular na sua equipe, como reserva e não gostaria de ver de forma alguma com a camisa das suas equipes. As respostas foram diretas e não ficaram em cima do muro dentre os nomes previamente ditos.

"Não gostaria do Valdivia no São Paulo. Não vejo ele como uma pessoa alegre, ele é meio brigão e deixaria ele de fora do São Paulo. Colocaria o Gabigol como titular fazendo gol e o Fagner, mas no banco”, contou Ale.

“Sou muito fã do Rogério Ceni por que acho um dos maiores goleiros da história e sou muito fã do Marcelinho. Então, deixaria ele de fora nesse momento. Deixava o Marcelinho no banco e o Rogério Ceni como titular, pelo número de gols que ele fez e a liderança que ele colocava no grupo. Gostaria demais que ele tivesse uma história no Palmeiras”, acrescentou Fred.

Marta, camisa 10

Muito ligada ao futebol feminino, Ale também foi perguntada sobre o papel da craque Marta no futebol. Todos foram unânimes ao dizer que a craque teria vaga em um time masculino atual. Cesar disse que Marta seria inclusive a camisa 10 do time dele.

“Ela é fora da curva totalmente. Não quero acabar com a carreira dela, mas ela ainda joga muita bola. Vejo ela de perto e sei que ela é muito diferenciada”, contou Ale. “Não tem nenhum jogador de futebol masculino atualmente com as características da Marta. Ela é um camisa 10 clássico que arma o jogo, bate falta, cobra pênalti. Vai ser muito difícil aparecer outra jogadora como ela”, complementou Fred.

As doações para o SOS Famílias do Sertão podem ser feitas pelo QR Code que será disponibilizado durante as lives pela internet ou pelo site da campanha sosfamiliasdosertao.org.

Curta a página de Esportes do R7 no Facebook

Menina que improvisou cesta de basquete comove jogadora do Brasil