Arrecadação Solidária começa a distribuir cestas básicas a idosos

Neste primeiro momento, o programa que está aberto para doações por meio do Banco do Brasil vai atender instituições que cuidam dos mais velhos

Presidente do Conselho do Programa Pátria Voluntária, Michelle Bolsonaro

Presidente do Conselho do Programa Pátria Voluntária, Michelle Bolsonaro

Carolina Antunes/PR

A campanha Arredação Solidária, criada para ajudar a população mais vulnerável neste momento de crise do coronavírus, começou nesta semana a entrega de cestas básicas para idosos em várias regiões do país.

A ação para arrecadar doações foi lançada pelo Programa Pátria Voluntária, cujo conselho é presidido pela primeira-dama, Michelle Bolsonaro, em parceria com a Campanha Todos por Todos, da Casa Civil, e com a Fundação Banco do Brasil.

Desde 7 de abril, já foram arrecadados R$ 212 mil. Os recursos são revertidos em cestas de alimentos e produtos de higiene para atender idosos, moradores de rua, pessoas com deficiência e população indígena.

"É uma iniciativa para apoiar instituições sem fins lucrativos que atuam no trabalho voluntário. Nós abrimos essa campanha, em parceria com o Banco do Brasil, a partir das necessidades levantadas junto ao gabinete de crise do governo federal, que tem identificado pessoas mais vulneráveis neste momento de crise do coronavírus", explica a secretária executiva do Pátria Voluntária, Adriana Pinheiro.

Ela afirma que a maior parte das doações vem do cidadão comum e que espera atingir a meta de R$ 3 milhões para atender os mais necessitados. "A gente percebe que, neste momento muito difícil, as pessoas têm realmente se mobilizado para ajudar. Também temos recebido esforços de várias entidades. Vamos fazer todo o possível para atender o máximo de pessoas, estamos trabalhando para isso", diz Adriana.

Neste primeiro momento, o repasse vai tratar das pessoas idosas, atendendo as ILPIs, instituições que cuidam dos mais velhos em diferentes regiões.  

Como doar

As doações podem ser realizadas por transferência bancária ou via cartão de crédito, por pessoas físicas e jurídicas, no Brasil e no exterior. O valor mínimo é R$ 30. Para participar, pessoas físicas ou jurídicas podem acessar a plataforma do Pátria Voluntária (patriavoluntaria.org) ou o site do Todos por Todos (www.gov.br/todosportodos).

Outras organizações civis também podem organizar suas campanhas de doações na mesma plataforma. Pessoas que fazem parte de organização sem fins lucrativos podem se cadastrar.

A prioridade do projeto é atender a pessoas no grupo de risco, principalmente os idosos, e demandas sociais das comunidades vulneráveis. Um conselho será designado pela Casa Civil, com membros de diferentes ministérios, para decidir sobre as regiões e causas cadastradas que receberão recursos.

O Programa Pátria Voluntária é coordenado pela Casa Civil da Presidência da República e conta com mais de 300 instituições cadastradas.