Virtz Artista cria obras-primas injetando tinta em plástico-bolha

Artista cria obras-primas injetando tinta em plástico-bolha

Com processo que pode demorar até um mês, Bradley Hart já fez retratos de personalidades como Michael Jackson e John Lennon

Artista faz obras de arte variadas usando plástico-bolha

Artista faz obras de arte variadas usando plástico-bolha

Reprodução/Instagram bradleyhartnyc

Bradley Hart, um pintor canadense de 49 anos, usou plástico-bolha para mostrar sua arte com grandes pinturas. Ele já fez retratos de artistas como Marilyn Monroe, Kurt Cobain, Michael Jackson, David Bowie e John Lennon.

“Pesquisar a história do plástico-bolha e perceber que era para ser papel de parede me trouxe a essa grande ideia. O que é uma pintura, se não o significado cultural e o valor histórico que pode obter ao longo do tempo? É um revestimento de parede", disse Bradley para um jornal local.

O pintor já completou pouco mais de cem pinturas. O processo envolve preencher fileiras minúsculas de bolhas com diferentes tons de tinta acrílica para criar uma imagem. Ele estima que leva quatro ou cinco dias para carregar as 1.800 a 2.500 seringas que suas pinturas exigem de uma paleta contendo 116 cores.

Quando ele começou, Bradley só foi capaz de injetar algumas bolhas por vez antes de ter que dar um passo atrás para revisar seu progresso. A partir daí, ele inventou um algoritmo de computador que lhe dá uma visão aérea funcional. Embora torne o processo mais rápido, ainda é demorado.

Cada projeto produz duas pinturas separadas: a imagem pixelizada na frente e uma imagem impressionista renderizada pelos pingos de trás, e leva de três semanas a um mês para ser concluída.

Últimas