Bailarinas negras lutam contra padrões impostos pela dança

Primeira-bailarina de uma companhia em Nova York, Ingrid Siva, se tornou inspiração para Tuany Nascimento, que criou projeto em comunidade do Rio

Bailarinas negras lutam contra padrões impostos
 pela dança

Bailarinas negras lutam contra padrões impostos pela dança

Reprodução / RecordTV

A repórter Valéria Valenssa mostrou no Balanço Geral RJ a história de duas bailarinas profissionais negras que lutam contra os padrões impostos pela dança clássica.

Primeira-bailarina de uma companhia em Nova York, nos Estados Unidos, Ingrid Silva se tornou inspiração para Tuany Nascimento, primeira mulher negra a construir uma escola de dança na própria comunidade, no Morro do Adeus, Complexo do Alemão, zona norte do Rio. 

Entre tantas conquistas, Ingrid contou que, após colorir as sapatilhas por muitos anos, conseguiu que uma marca confeccionasse o acessório na cor da pele negra.

Assista ao vídeo: