Virtz Campanha do Agasalho em SP bate recorde histórico de doações

Campanha do Agasalho em SP bate recorde histórico de doações

Ação da Cruz Vermelha teve 57 toneladas de itens doados, que serviram para aquecer 28 mil pessoas na capital paulista

Campanha do Agasalho da Cruz Vermelha de SP teve 57 toneladas de doações

Campanha do Agasalho da Cruz Vermelha de SP teve 57 toneladas de doações

Reprodução/Pexels

"Tudo o que vem do coração, esquenta". Foi com esse pensamento que a Cruz Vermelha de São Paulo arrecadou 57,2 toneladas em doações na 13ª edição da Campanha do Agasalho neste ano. Os itens arrecadados - roupas, cobertores e mantimentos - ajudaram a aquecer 28 mil pessoas em situação de vulnerabilidade social nos momentos mais frios do inverno. Também foram recebidos 100 casulos (sacos de dormir impermeáveis), já distribuídos para pessoas em situação de rua.

O resultado da ação, que superou em mais de 60% a meta inicial deste ano e em mais de 26 toneladas o total arrecadado em 2020 (31 toneladas), foi apresentado na última quarta-feira (6), durante uma transmissão conjunta no Instagram da madrinha da campanha, a apresentadora Ticiane Pinheiro, e também no perfil da Cruz Vermelha na mesma rede social.

"De coração, agradeço a cada um de vocês pela doação e pela vontade de ajudar ao próximo. São essas ações que fazem a diferença na vida de quem mais precisa", disse Tici, que é madrinha da Campanha pelo segundo ano consecutivo.

Parceria de sucesso

Para o diretor executivo da Cruz Vermelha, Bruno Semino, o resultado é fruto de um trabalho intenso e carinhoso por parte dos parceiros, voluntários, colaboradores e cidadãos dispostos a praticar o bem.

"Que alegria ver o resultado de uma ação tão importante, que mobilizou milhares de pessoas dispostas a participar dessa corrente do bem e que trouxe esperança para milhares de famílias carentes", comemorou o executivo. 

Um dos diferenciais da campanha deste ano foi a disseminação dos pontos de coleta. Por meio da ajuda de parceiros, como Grupo Iguatemi, Ótima, JCdecaux, Droga Raia, Drogasil, Klabin S.A., BBZ Administradora, Construtora Kazzas e Papila Deli, as doações foram coletadas nos shoppings Iguatemi, JK Iguatemi, Pátio Higienópolis e Market Place, em 110 drogarias e 600 condomínios na capital paulista.

Doações

Os itens coletados na campanha foram encaminhados para as 118 ONGs (organizações não-governamentais) cadastradas junto à comunidade. O próximo passo é continuar arrecadando alimentos e recursos financeiros para a manutenção do auxílio e para a sustentação de toda a operação logística da Cruz Vermelha de São Paulo.

"Temos o compromisso de contribuir com a diminuição da desigualdade e com o aumento da qualidade de vida de pessoas em vulnerabilidade social. Isso só é possível graças à contribuição de voluntários e das pessoas que ajudam a entidade. Agora, precisamos estimular as doações financeiras de pessoas físicas e jurídicas para que nossas ações possam chegar a quem mais precisa", afirma Bruno Semino.

Quem quiser se tornar um doador da Cruz Vermelha, pessoa física ou empresas, pode fazer a contribuição pela internet acessando o site da entidade. Os valores para doar começam a partir de R$ 15 e podem ser enviados via Pix, boleto bancário ou cartão de crédito.

Últimas