Central Park recebe estátua em homenagem a mulheres da vida real

Depois de mais de 160 anos, o famoso parque em Nova York só tinha estátuas de personagens femininas fictícias como Alice no País das Maravilhas

Estátua das mulheres no Central Park

Estátua das mulheres no Central Park

Reprodução/Instagram Monumental Women

Pela primeira vez em seus mais de 160 anos de história, o Central Park de Nova York, nos Estado Unidos terá uma estátua em homenagem às mulheres da vida real. Ela será com as pioneiras dos direitos das mulheres Susan B. Anthony, Sojourner Truth e Elizabeth Cady Stanton, todas nova-iorquinas, e foi inaugurada em 26 de agosto no mesmo mês em que os EUA comemoraram o 100º aniversário das mulheres ganhando o direito de voto.

A escultora do Monumento aos Pioneiros dos Direitos da Mulher, Meredith Bergmann, foi contratada para o projeto pela 'Monumental Women' (Mulheres Monumentais) , uma organização sem fins lucrativos composta por defensores dos direitos das mulheres, historiadores e líderes comunitários.

Mulheres representam as pioneiras dos direitos das mulheres nos EUA

Mulheres representam as pioneiras dos direitos das mulheres nos EUA

Reprodução/Instagram Monumental Women

As Mulheres Monumentais tiveram que lutar contra a papelada, camadas de burocracia e dúvidas de que uma estátua representando mulheres reais fosse necessária no parque.

O grupo também teve que levantar mais de US$ 1 milhão em financiamento privado para tornar a estátua uma realidade. Eles foram ajudados no esforço por tropas de escoteiras que doaram mais de US$ 10 mil em vendas de biscoitos, e pela New York Life, empresa de seguros de vida, que doou um subsídio de desafio de US $ 500.000 por causa de sua conexão com Susan B. Anthony.