Virtz Coletivo busca doações e voluntários para apoiar mães solo

Coletivo busca doações e voluntários para apoiar mães solo

Para ampliar ajuda às mães que criam sozinhas seus filhos em SP, instituição busca multiplicar ações de apoio

Coletivo procura ajudar mães que criam filhos sozinhas

Coletivo procura ajudar mães que criam filhos sozinhas

Reprodução/Pexels

As mulheres e as pessoas negras estão entre os mais atingidos pela crise quando o assunto é falta de comida na mesa. Além disso, só na cidade de São Paulo, mais de um milhão de mulheres cuidam sozinhas dos filhos, segundo levantamento da ONG Rede Nossa São Paulo.

O Coletivo de Apoio à Maternidade Solo, que atua na capital paulista e cidades do ABC, trabalha para mudar a realidade dessas mulheres, impactando positivamente o desenvolvimento de centenas de crianças.

O projeto foi criado em março de 2020 por Thais Cassapian, porta-voz do coletivo. Mãe solo e professora da rede pública, ela nunca imaginou que viveria a realidade de criar um filho sozinha.

“Foi a partir do coletivo que eu comecei a ver o recorte das mulheres que estão na periferia, sem poder trabalhar, com filhos dentro de casa sem ir à escola. Como muitos, eu enxergava apenas as vulnerabilidades da minha maternidade solo, que é a de uma mulher branca com emprego, ou seja, é um outro lugar de fala. E, por enxergar esse cenário, acabamos crescendo pouco a pouco”, relata Thais.

Cestas básicas e doações

Por meio de um aplicativo de mensagens, Thais construiu uma rede virtual de voluntários que se organizam arrecadando, montando e entregando kits de doações a 130 famílias atendidas pelo grupo na capital paulista e nas cidades de Itapevi e Osasco.

Todo mês, o coletivo entrega um kit com cesta básica, frutas e legumes, 20 ovos, 12 litros de leite integral, um pacote de fraldas descartáveis (para famílias com bebês) e uma lata de fórmula infantil (para bebês que não estão em aleitamento materno).

O grupo vai além, buscando parcerias e consultorias para as mulheres que estão sendo ameaçadas de despejo, para as que precisam receber acompanhamento psicológico e consultorias sobre aleitamento materno.

“A nossa intenção é que mais kits cheguem a um número maior de mulheres. Que possamos aumentar ainda mais essa rede de apoio para oferecer não só comida ou consultoria, mas também oportunidades de emprego”, completa Thais.

Como ajudar

As doações  podem ser entregues no endereço: Rua Pedro Madureira, 175 - Jd. São Paulo, ou por meio do site www.coletivomaternidadesolo.com.br

Últimas