Virtz CPFL Paulista investe R$ 11 milhões em 15 hospitais de Campinas

CPFL Paulista investe R$ 11 milhões em 15 hospitais de Campinas

Valor será usado na instalação de sistemas de produção de energia a partir da luz do sol e na colocação de lâmpadas LED

Usinas solares serão usadas para usar luz solar como energia

Usinas solares serão usadas para usar luz solar como energia

Reprodução/Pixabay

A CPFL Paulista vai investir R$ 11,1 milhões para instalar sistemas de produção de energia a partir da luz do sol, as chamadas usinas solares fotovoltaicas, e substituir lâmpadas comuns por tecnologia LED, que são mais econômicas e duráveis, em 15 unidades de saúde em Campinas, no interior de São Paulo.

“Nossa missão é contribuir para a sustentabilidade financeira dessas instituições ao reduzir a conta de energia, algo positivo que pode, inclusive, ajudar no enfrentamento da situação delicada que vivemos”, afirma Felipe Henrique Zaia, gerente de Eficiência Energética da CPFL.

A redução de despesas estimada pela iniciativa será o equivalente ao consumo de 2.186 residências, além de evitar a emissão de 323,9 toneladas de CO2 na atmosfera, o que equivale ao plantio de 1.944 novas árvores. Durante pandemia do coronavírus, os níveis de gases do efeito estufa já foram menores na Alemanha.

O projeto irá atender seis unidades de saúde da Rede Mário Gatti, cinco da Unicamp (Universidade Estadual de Campinas) e mais quatro unidades independentes. Segundo Zaia, o programa está sendo executado para beneficiar os hospitais no mais breve intervalo de tempo e utilizando todos os protocolos de segurança recomendados pelos órgãos de Saúde Pública.

A ação faz parte do compromisso da CPFL Energia com sustentabilidade por meio de investimentos, o objetivo é a transformação do setor de energia no Brasil e a redução dos impactos gerados.

O grupo tem a previsão de aplicar R$ 1,8 bilhão até 2024 para impulsionar a transição para uma forma mais sustentável e inteligente de produzir e consumir energia.

Últimas