Virtz Cruz Vermelha de SP quer obter 35 toneladas de doações a vulneráveis

Cruz Vermelha de SP quer obter 35 toneladas de doações a vulneráveis

Por causa da pandemia, a 13ª Campanha do Agasalho também está arrecadando itens de higiene pessoal e alimentos não-perecíveis

Cruz vermelha de SP tem meta de arrecadar 35 toneladas de doações a populações vulneráveis

Cruz vermelha de SP tem meta de arrecadar 35 toneladas de doações a populações vulneráveis

Freepik

A 13ª Campanha do Agasalho da Cruz Vermelha de São Paulo, que começou em 31 de maio, está mais abrangente e tem como meta arrecadar 35 toneladas de doações para ajudar 30 mil pessoas em situação de vulnerabilidade social.

Por causa da crise gerada pela pandemia de covid-19, a campanha se expandiu neste ano e, além de agasalhos e cobertores, está aceitando itens de higiene pessoal - como sabonetes, escovas e pastas de dentes, álcool em gel e máscaras -, alimentos não-perecíveis e produtos de limpeza.

Kits de inverno

A instituição também está distribuindo kits de inverno para moradores de rua em pontos específicos da cidade. A última ação aconteceu na Praça Princesa Isabel, na região central da cidade de São Paulo, na sexta-feira (18).  Os kits contêm cobertor, casaco, cachecol, artigos de higiene pessoal e chocolate.

Doações já usadas, como roupas e cobertores, ficarão armazenadas até serem encaminhadas para as 118 ONGs (Organização Não-Governamental) ajudadas pela Cruz Vermelha de São Paulo, segundo Bruno Semino, diretor-executivo da entidade.

Para contribuir, basta levar a sua doação até um dos pontos de coleta espalhados pela capital paulista. Clique aqui para saber qual deles está mais próximo da sua casa.

Últimas