Virtz Empresa doa mais de R$ 300 mil para reduzir efeitos da pandemia

Empresa doa mais de R$ 300 mil para reduzir efeitos da pandemia

Iniciativa busca dar suporte para pessoas em situação vulnerável agravada pelo isolamento social imposto pela covid-19

  • Virtz | Do R7

Mars Brasil se uniu a Instituto para ajudar famílias e pets no combate à fome

Mars Brasil se uniu a Instituto para ajudar famílias e pets no combate à fome

Divulgação/MARS Brasil

A empresa global do ramo alimentício Mars Brasil está liderando um movimento em parceria com o Instituto Melhores Dias para beneficiar centenas de famílias. A ação inclui a doação de mais de R$ 300 mil, sendo metade desse valor apenas em cestas básicas. 

Detentora de diversas marcas, como Whiskas, Royal Canin e Pedigree, a empresa também irá doar 12 toneladas de alimentos para animais de quatro ONGs: Latidos & Miados, Associação Protetora dos Animais de Descalvado, Associação Peludos de Rua e Associação Amigos de São Francisco.

Alimentos e leitos

Junto a isso, a ação solidária da Mars Brasil inclui  manutenção de um leito de UTI durante o período de seis meses na cidade de Mogi Mirim-SP, onde fica uma das unidades da companhia.

"A Mars tem um forte compromisso com o futuro sustentável e o primeiro passo é olhar para a maneira como conduzimos nossos negócios hoje. Durante a pandemia, percebemos que o acesso a recursos básicos ficou ainda mais limitado e entendemos como poderíamos contribuir na mitigação dos efeitos da COVID-19, principalmente dentro das comunidades com que trabalhamos diretamente", afirma José Carlos Rapacci, presidente da Mars Brasil.

O executivo também aponta a importância da atuação do setor privado na implementação de iniciativas como essa para enfrentar o cenário instável no Brasil.

A ação segue a linha das doações feitas em 2020 cujo montante de mais de R$ 2 milhões foi direcionado para a compra de insumos e equipamentos médicos, entrega de produtos do portfólio Mars para amparar pessoas e pets das regiões mais afetadas pela pandemia, além de um projeto de seis meses para o auxílio das comunidades cacaueiras da Bahia.

Últimas