Emprego

Virtz Empresa incentiva contratação de pessoas com mais de 50 anos

Empresa incentiva contratação de pessoas com mais de 50 anos

A ideia é aproveitar esses talentos, que podem contribuir com maturidade, mais segurança emocional e entrosamento entre equipes

  • Virtz | Luciana Mastrorosa, do R7

Isabel Mazon, de 57 anos, foi uma das contratadas no novo projeto da empresa

Isabel Mazon, de 57 anos, foi uma das contratadas no novo projeto da empresa

Divulgação

Em momento de pandemia, muita gente se viu sem emprego e trabalho. E alguns trabalhadores mais velhos encontraram ainda mais dificuldade para se reposicionar após perder o emprego.

Na contramão da tendência de algumas empresas, que preferem contratar profissionais mais jovens, a Premium Essencial Kitchen, baseada em São Paulo, criou um núcleo específico para contratar trabalhadores acima de 50 anos. 

A empresa é especializada em alimentação coletiva e começou a investir em profissionais dessa faixa etária, entre 50 a 60 anos, para suprir 150 vagas de 20 restaurantes que serão abertos até janeiro.

"Toda empresa que trabalha com serviços enfrenta a alta rotatividade dos funcionários. Uma das causas é a pandemia, mas a gente observou que não conseguíamos reduzir isso. Então, fizemos uma pesquisa para entender os motivos dessa rotatividade", explica Caroline Nogueira, diretora de Recursos Humanos da empresa e responsável pelo recém-criado núcleo "50+".

Mais comprometimento e maturidade emocional

Na pesquisa, chegaram à conclusão de que as pessoas que optavam por deixar a empresa tinham entre 25 e 40 anos. E que a evasão se devia, em grande parte, a problemas comportamentais, falta de maturidade, dificuldade para lidar com equipe e trabalhar com pessoas.

"Observamos que a parte comportamental sempre contava muito para a alta rotatividade. Vários colaboradores tinham ótimo desempenho, mas eram insubordinados, não conseguiam responder para o chef, etc", comenta Caroline.

Pensando nisso, decidiram focar na contratação de profissionais mais velhos e experientes, a princípio como uma forma de reduzir a evasão. "Começamos a perceber que colaboradores com mais de 50 anos poderiam ser uma solução porque, em geral, são mais comprometidos, experientes, têm maturidade emocional, o que é muito importante, principalmente durante a pandemia que estamos vivendo", completa ela.

O projeto 50+ começou a ser desenhado em setembro de 2020, com início em outubro. "Fizemos 3 dias de seleção presencial, com todos os cuidados relativos à covid. Mas é um projeto constante, esse é um perfil que estamos sempre buscando. A seleção inicial foi feita em outubro, com ótimos resultados, por isso decidimos continuar o projeto. Porque acreditamos no comprometimento, na inteligência emocial e na diversidade cognitiva que essas pessoas acima de 50 anos nos trazem", afirma Caroline.

Quem tem interesse em fazer parte das próximas seleções da empresa no projeto 50+ pode enviar o currículo para recrutamento@somospremium.com.br. O foco, a princípio, é para profissionais de cozinha, de diversos perfis, como cozinheiros, chefs, açougueiros e confeiteiros.

Nessa primeira fase do projeto, a empresa recebeu cerca de 200 currículos de profissionais nessa faixa etária. Uma das contratadas foi Isabel Mazon, de 57 anos, que atua como ajudante de cozinha. 

"Para mim, o projeto é maravilhoso. Estava sem emprego desde o começo da pandemia e sempre trabalhei na área de restaurante. Minha filha me ajudou a procurar emprego na internet, achamos essa oportunidade e me chamaram para trabalhar", conta Isabel.

"Esperava ser contratada e eu gostei, achei interessante o projeto deles e espero que abram mais vagas para mulheres e homens", afirma.

Últimas