Virtz Empresas oferecem capacitação para moradores da periferia

Empresas oferecem capacitação para moradores da periferia

Ação tem como objetivo fazer do conhecimento cervejeiro uma porta de entrada para as oportunidades de trabalho no setor, inclusive para mulheres

  • Virtz | Do R7

50% das vagas da capacitação serão preenchidas por mulheres da periferia

50% das vagas da capacitação serão preenchidas por mulheres da periferia

Reprodução/Pixabay

O Grupo HEINEKEN no Brasil e o Instituto da Cerveja Brasil (ICB) firmaram uma parceria, em 2019, para democratizar o conhecimento cervejeiro no país. Agora, as empresas uniram forças com Leandro Sequelle, educador social e fundador da Graja Beer, cervejaria artesanal nascida no Grajaú, periferia da zona sul de São Paulo, para criar um programa de capacitação profissional, totalmente gratuito, nessa área de atuação, destinado aos moradores da periferia. A ideia é que metade das vagas do programa sejam para mulheres.

A ideia é transformar o conhecimento sobre essa bebida em uma porta de entrada para oportunidades de emprego dentro desse setor. Mais de 30 turmas devem ser formadas até 2023. A piloto, que dará início ao projeto, ocorre em novembro próximo, na Graja Beer, na comunidade do Grajaú.

A partir do ano que vem, o programa segue também por outras regiões do país, passando por 10 comunidades de cidades como Rio de Janeiro (RJ), Belo Horizonte (MG), Curitiba (PR) e Fortaleza (CE).

Capacitação gratuita

O programa de capacitação cervejeira é gratuito, com duração de três dias, totalizando 20h de aulas presenciais.

Para se inscrever, é preciso ter mais de 18 anos, ser ser alfabetizado e se interessar pelo universo da cerveja, sem necessidade de formação mínima ou experiência prévia.

“Nosso projeto une educação cervejeira, comunidade, alegria, diversidade e a potência de um novo amanhã. A parceria HEINEKEN, ICB e Graja Beer celebra o melhor do nosso mercado cervejeiro e o melhor do nosso povo”, acredita Leandro Sequelle.

No fim do curso, os alunos serão avaliados e receberão um certificado que os permitirá atuar como vendedores, promotores, garçons e chopeiros, entre outras atividades.

A turma piloto ocorrerá de forma presencial, para 30 pessoas, respeitando as regras de distanciamento social e cuidados com a saúde e segurança, neste momento de pandemia de covid-19.

Últimas