Coronavírus

Virtz Enfermeira desenvolve técnica para acalmar pacientes com covid-19

Enfermeira desenvolve técnica para acalmar pacientes com covid-19

Usando sua criatividade e empatia, Lidiane Melo inventou uma 'mãozinha' para medir saturação com mais calor humano

Técnica da 'mãozinha' permite medir a saturação do paciente com um calor a mais

Técnica da 'mãozinha' permite medir a saturação do paciente com um calor a mais

Reprodução/Facebook Lidiane Melo

A enfermeira Lidiane Melo trabalha num hospital da rede pública, pertencente ao SUS, no Rio de Janeiro. E, com sua empatia e solidariedade, acabou criando uma técnica que permite medir a saturação dos pacientes com covid-19 com um pouco mais de calor humano.

Usando uma luva cirúrgica cheia de água quente, ela pode medir a saturação dos pacientes na temperatura correta, como é recomendado, e ainda trazer um pouco de acolhimento para a situação. Explica-se: para o paciente, a sensação que se tem ao ser tocado pela luva cheia de água quente é similar ao contato humano, o que ajuda a acalmar a pessoa que se encontra em recuperação.

Em seu perfil no Facebook, ela compartilhou sua ideia, de maneira emocionada: "Mais uma vez o profissional de saúde fazendo o melhor para a assistência para seu paciente. No SUS aprendemos a fazer o melhor com o que temos! Fiz essa luva com água quente para melhorar a perfusão da minha paciente e ver melhor a saturação, e espero que ela sinta que tem alguém com ela segurando sua mão."

Últimas