Novo Coronavírus

Virtz Estilista faz hijabs para ajudar funcionárias de hospitais

Estilista faz hijabs para ajudar funcionárias de hospitais

Já foram doadas quase mil peças especiais para proteger mulheres muçulmanas que estão na linha de frente contra a covid-19

Utensílio está sendo doado para profissionais de saúde

Utensílio está sendo doado para profissionais de saúde

Reprodução/Instagram Hennaandhijabs

Hilal Ibrahim, de 25 anos, trabalha no setor de saúde há uma década, desde a época em que ajudava sua mãe. Agora com a pandemia do novo coronavírus, ela percebeu a necessidade de mulheres mulçumanas usarem hijabs de nível hospitalar para poderem trabalhar na linha de frente contra a covid-19.

Por meio de sua empresa H&H (abreviação de Henna e Hijabs), em que projeta peças artesanais e orgânicas para mulheres muçulmanas, a designer de moda de Minnesota, nos Estados Unidos, tomou a iniciativa de encontrar uma maneira de atender as prestadoras de saúde locais.

Os cuidados contra a covid-19 são mantidos junto com o item religioso

Os cuidados contra a covid-19 são mantidos junto com o item religioso

Reprodução/Instagram Hennaandhijabs

"Com a crescente preocupação de ter material de EPI suficiente para os profissionais de saúde da linha de frente, sabíamos que um componente crítico em torno do assunto estava faltando, os hijabs, entre os materiais essenciais. Nossa empresa decidiu agir rapidamente, o que resultou na doação de nossos inovadores hijabs de assistência médica a hospitais locais em Minnesota", diz Hilal ao Good Morning America.

Desde março, com ajuda de algumas organizações, quase mil hijabs já foram doados para hospitais e clínicas. A peça, uma espécie de lenço, é tradicionalmente usada por mulheres muçulmanas.

"Nossa esperança é que isso inicie uma conversa entre os líderes da área de saúde sobre como eles podem continuar valorizando a inclusão e a diversidade do sistema de saúde como um todo", afirma ela.

Últimas