Novo Coronavírus

Virtz Estudantes se cadastram em ação do governo para ajudar o SUS

Estudantes se cadastram em ação do governo para ajudar o SUS

Alunos de medicina, enfermagem, fisioterapia e farmácia serão voluntário em ação do Ministério da Saúde para ajudar no combate à pandemia

Mais de 100 mil estudantes se cadastraram em ação no combate ao coronavírus

Mais de 100 mil estudantes se cadastraram em ação no combate ao coronavírus

Rahel Patrasso/REUTERS - 14042020

Em apoio ao combate ao novo coronavírus no país, 106.667 alunos da área de saúde se cadastraram para auxiliar gestores federais, estaduais, distritais e municipais do SUS (Sistema Único de Saúde). A iniciativa faz parte da ação “O Brasil Conta Comigo - Acadêmico”, coordenada pelos ministérios da Educação e Saúde.

Saiba como se prevenir e tire suas dúvidas sobre o novo coronavírus

O objetivo da iniciativa é realizar o “encontro” da demanda por serviços de saúde em estados e municípios com a oferta de estudantes no sistema. Até o fim da tarde desta segunda-feira (18), 1.428 estudantes haviam sido recrutados por gestores de saúde em estados e municípios. O número representa 1,33% do total disposto a trabalhar durante a pandemia de Covid-19.

Os alunos convocados trabalham em UBSs (Unidades Básicas de Saúde), UPAs (Unidades de Pronto Atendimento), rede hospitalar e comunidades. Eles atuam exclusivamente nas áreas de clínica médica, pediatria, saúde coletiva e apoio às famílias, de acordo com as especificidades de cada curso.

Podem realizar o cadastro os estudantes de medicina que cursam os últimos dois anos da graduação e os alunos de enfermagem, farmácia e fisioterapia que estão no último ano do curso. A permissão é temporária, só dura enquanto houver a emergência em saúde pública.

Os selecionados passam por uma capacitação e têm direito a uma bonificação, que inclue o recebimento de uma bolsa, enquanto durar a medida, de acordo com a carga horária do estágio supervisionado – de 40h no valor de um salário mínimo (R$ 1.045) e de 20h no valor de meio salário mínimo (R$ 522,50). A carga horária dedicada pelos alunos também vale como horas de estágio curricular obrigatório. 

A supervisão do trabalho desses alunos é realizada por profissionais de saúde formados nas áreas de medicina, enfermagem, farmácia e fisioterapia capacitados pelo programa.

Últimas