EUA aprovam novo medicamento para tratar câncer de pâncreas

Estudo clínico mostrou que remédio quase dobrou o tempo em que pacientes com câncer pancreático metastático viveram sem progressão da doença

Medicamento aumenta sobrevida de pacientes com câncer no pâncreas

Medicamento aumenta sobrevida de pacientes com câncer no pâncreas

Freepik

O órgão responsável pela liberação de alimentos e medicamentos nos Estados Unidos (FDA, na sigla em inglês) aprovou no início da semana o uso de um medicamento como um novo tratamento de manutenção para o câncer de pâncreas em estágio avançado.

O medicamento Lynparza, que já era usado nos tratamentos de câncer de mama e ovário, é indicado para pacientes com uma mutação genética específica cujo câncer se espalhou para além do pâncreas e cuja doença não se agravou após pelo menos 16 semanas de quimioterapia. 

Leia mais: As terapias que renovam a esperança na cura do câncer

A aprovação segue a recomendação do Comitê Consultivo de Drogas Oncológicas do FDA e baseou-se nos resultados de um estudo clínico publicado na revista científica "The New England Journal of Medicine".

O estudo foi feito com 154 pacientes no perfil determinado. Os resultados mostraram que o Lynparza quase dobrou o tempo em que pacientes com câncer pancreático metastático viveram sem progressão da doença. 

Leia mais: Trinta notícias que nos permitem manter a esperança em 2020