Fabricante de cosméticos cria fundo para apoiar revendedoras

Instituo Avon direcionará cerca de R$ 1,7 milhão para dar suporte para quem foi afetado direta ou indiretamente pela pandemia de covid-19

Revendedoras receberão apoio psicológico durante a pandemia

Revendedoras receberão apoio psicológico durante a pandemia

Pixabay


A Avon e Instituto Avon lançaram um fundo emergencial destinado a prestar apoio médico, social e psicológico a revendedoras e consultoras de todo o Brasil afetadas direta ou indiretamente pela pandemia de Covid-19. 

“Diante desta crise inesperada, causada pela evolução da pandemia no Brasil, todos os nossos esforços estão focados em fortalecer a conexão humana, por meio de uma rede de apoio que alcance todas as nossas representantes, com o objetivo de zelar pela saúde e segurança delas”, afirma Daniela Grelin, Diretora Executiva do Instituto Avon.

O Instituto Avon direcionará cerca de R$ 1,7 milhão para cuidar das revendedoras que enfrentam dificuldades de saúde, sociais ou psicológicas, por meio do prestador de serviço Carelink. 

O programa abrange ainda o suporte para as revendedoras que possam ser vítimas de violência doméstica por meio do parceiro Psicologia Viva. 

Além disso, parte do fundo será usado para apoiar financeiramente, com abrigo, alimentação e medicamentos as revendedoras e executivas de vendas em alta vulnerabilidade social e em situação de violência doméstica e familiar.

Como braço de investimento social da Avon, a empresa investiu mais de R$ 170 milhões em ações sociais voltadas às mulheres no Brasil. O Instituto já apoiou a realização de mais de 350 projetos e ações, beneficiando 5,7 milhões de mulheres.