Fabricante doa baterias para respiradores de hospitais do país

Grupo Moura entregará 1.200 aparelhos para sete instituições de saúde; em outra iniciativa, empresa produz máscaras face shield

Cada respirador precisa de uma bateria própria

Cada respirador precisa de uma bateria própria

Pixabay

O Grupo Moura vai doar 1.200 baterias a hospitais do país para garantir o funcionamento dos respiradores de instituições que têm recebido pacientes com a covid-19. O Hospital das Clínicas, em São Paulo, receberá 930 aparelhos.

Cada respirador precisa de ao menos uma bateria para funcionar. Além do Hospital das Clínicas paulista, outros seis estabelecimentos do país receberão as doações.

A empresa também tem apoiado, com a doação de baterias, os projetos de pesquisa e desenvolvimento de ventiladores respiratórios desenvolvidos por universidades e empresas do setor automotivo em todo país.

Mais ações

A companhia também tem feito outras ações para ajudar o país no combate à pandemia do novo coronavírus. 

O grupo, maior fabricante de baterias da América do Sul, também adaptou uma das suas linhas de produção para produção de 50 mil escudos faciais (máscaras face shield). Dez mil deles serão doados à USP (Universidade de São Paulo).

Em outra iniciativa, os engenheiros da Moura desenvolveram um projeto de máscaras de tecido que passaram a ser produzidas por pequenas e médias empresas que integram o chamado Polo de Confecções do Agreste de Pernambuco.

Já foram fabricadas e doadas 100 mil unidades para população, colaboradores da empresa e suas famílias e profissionais das revendas Moura em todo o Brasil, além de unidades na Argentina e Uruguai.