Virtz Farmacêutico se veste de super-herói para vacinar pessoas

Farmacêutico se veste de super-herói para vacinar pessoas

Usando a fantasia do Super-Homem, Mayank Amin já aplicou milhares de vacinas na população com a ajuda de voluntários

Homem está vacinando parte da população usando seu traje de Super-Homem

Homem está vacinando parte da população usando seu traje de Super-Homem

Reprodução/ BP Miller Chorus

O Mayank Amin, de 36 anos, trabalhava em uma farmácia na Pensilvânia, nos Estados Unidos, até local ser fechado no ano passado. O dona do estabelecimento decidiu mudar de carreira e ser planejador de eventos. No entanto, Mayank percebeu que sua comunidade precisava de remédios e resolveu abrir o seu próprio negócio para ajudá-los.

Como a esposa estava grávida de seu primeiro filho, por cautela, ela foi morar em Nova Jersey e passar a quarentena com seus pais. Enquanto isso, o rapaz ficou para servir os moradores do bairro onde moravam.'

"Ela não esteve sozinha durante a gravidez, mas normalmente mães e pais estão juntos e passando por tudo. Ela sacrificou todo esse aspecto para me deixar servir a nossa comunidade", disse Mayank para um jornal local.

Crianças param para tirar foto com ele

Crianças param para tirar foto com ele

Reprodução/Facebook Dr. Mayank Amin

No final de um ano passado, na véspera do Ano Novo, Mayank tinha uma receita para entregar a uma criança que estava esperando a medicação em casa. O farmacêutico resolveu se vestir com sua fantasia de Super-Homem. Ao chegar na casa, o garoto se emocionou achando que o super-herói fosse real e estava entregando seus remédios.

Isso deu a ideia para Mayank continuar sua empreitada como herói em 2021: no começo de fevereiro, a sua comunidade recebeu 1.200 doses da vacina. Ele se vestiu como Super-Homem, chamou dois voluntários e foi vacinar a população local.

“Enquanto eu caminhava com aquela caixa de 1.200 vacinas, todos gritavam. Era uma festa lá fora. E as pessoas não se importavam com o frio ou com a neve. Esta foi uma união da nossa comunidade com um farmacêutico maluco que estava usando uma fantasia", brincou ele.

Desde o início de fevereiro, Mayank vacinou milhares em seu traje de herói. Ele aumentou sua base de voluntários para quase 450 pessoas enquanto milhares de vacinas continuam sendo enviadas para sua farmácia.

Últimas