Hospital incentiva carta da família para pacientes de covid-19

Após uma iniciativa das enfermeiras da UTI, doentes isolados pela doença passaram a receber as mensagens de carinho

Cartas são deixadas na caixinha chamada "Cantinho do Abraço Virtual"

Cartas são deixadas na caixinha chamada "Cantinho do Abraço Virtual"

Reprodução/Divulgação HC Unicamp

Enfermeiras do Hospital de Clínicas da Unicamp, no interior de São Paulo, criaram o "Cantinho do Abraço Virtual" para diminuir a distância entre pacientes da covid-19 e seus familiares. Sozinhos durante o tratamento da doença e sem visitas, os doentes recebem cartas deixadas pela família em uma caixa na porta da UTI.

Dentro da área restrita também não é possível fazer uso de celular. Foi em uma noite de plantão que as enfermeiras Bruna Dias e Márcia Candura tiveram a ideia de amenizar a difícil situação. “Ver o paciente ali, literalmente, isolado de tudo e de todos, me fez enxergar que eu precisava intervir de alguma maneira”, lembra Bruna.

O espaço foi montado no corredor e , diariamente, acontece o acolhimento das famílias. Uns escrevem na hora, outros trazem as cartinhas no dia seguinte. A profissional fica responsável por recolher e fazer a leitura no leito dos pacientes. “A primeira carta eu não consegui ler de tanta emoção, um colega leu por mim”, revelou.

Joyce Gabriele teve a mãe internada por 14 dias, estava entubada, sedada e com sonda. “Ela recebeu as cartinhas e começou a chorar, se sentiu amada e confortada. Se não fossem as cartas que fizemos, ela já teria desistido da vida. Então, é uma forma de nosso familiar se sentir seguro e confiante lá dentro”, diz, em agradecimento ao projeto.