Indústrias do país recuperam 201 respiradores em duas semanas

Os equipamentos devolvidos aos hospitais foram consertados em montadoras e unidades do Senai espalhadas por diversos estados

Militares transportam respiradores consertados em Operação Covid-19

Militares transportam respiradores consertados em Operação Covid-19

Ministério da Defesa / Dvulgação

As indústrias do país estão ajudando a recuperar respiradores danificados para reforçar o combate nacional contra o avanço do novo coronavírus. Nas duas primeiras semanas, 201 aparelhos foram consertados e 1.290 recolhidos para reparo.

Saiba como se proteger e tire suas dúvidas sobre o novo coronavírus

A operação envolve Ministério da Defesa (MD), Confederação Nacional da Indústria (CNI) e empresas do setor automotivo. 

Foram montados 15 pontos de manutenção de respiradores inutilizados espalhados por 13 estados: Bahia, Ceará, Espírito Santo, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Minas Gerais, Paraná, Pernambuco, Rio de Janeiro, Rio Grande do Norte, Rio Grande do Sul, Santa Catarina e São Paulo.

Os equipamentos devolvidos aos hospitais com o intuito de auxiliar no combate à pandemia foram consertados em montadoras automotivas e unidades do Senai (Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial) de dez estados.

Além de consertá-los, o grupo identifica e recolhe respiradores danificados. No sábado (18), quatro aparelhos com problemas de funcionamento foram retirados das instalações do Senai de Macapá (AP) para serem transportados, em um avião da Força Aérea Brasileira, ao Centro Tecnológico militar de Belo Horizonte, um dos principais centros de manutenção do Brasil.