Novo Coronavírus

Virtz Instituições mobilizam recursos para ajudar povos da Amazônia

Instituições mobilizam recursos para ajudar povos da Amazônia

A BrazilFoundation e a Conservação Internacional (CI-Brasil) se uniram para lançar ação global de apoio a povos indígenas e tradicionais da região

Instituições unem esforços para apoiar indígenas e povos tradicionais da Amazônia

Instituições unem esforços para apoiar indígenas e povos tradicionais da Amazônia

Reprodução/ Pixabay

As instituições, sem fins lucrativos, BrazilFoundation e Conservação Internacional lançaram ação conjunta para arrecadar fundos em prol de comunidades da Amazônia. A ação pretende financiar o combate à covid-19 por meio de instituições que estão atuando na linha de frente na região.

A campanha tem alcance global e a meta é arrecadar R$ 5 milhões, de modo a financiar organizações sociais que desenvolvem projetos que atendam as necessidades dos povos indígenais e tradicionais que habitam a Amazônia e se encontram em situação de vulnerabilidade frente à pandemia de covid-19.

"A Amazônia é um dos territórios mais suscetíveis aos danos causados pela crise devido à ausência ou dificuldade de acesso a serviços básicos. Por isso, nos unimos à Conservação Internacional para angariar fundos e colaborar para a proteção da Floresta Amazônica, de suas comunidades e das economias locais que dependem dela como fonte de alimento e atividade produtiva", diz Rebecca Tavares, CEO da BrazilFoundation.

Todos podem contribuir

A ação está sendo chamada de 'Amazônia Sempre' (#AmazoniaSempre) e teve início com a colaboração do anco BTG-Pactual, que doou R$ 100 mil reais para dar início à campanha.

Quem quiser contribuir e doar também, pode acessar o site brazilfoundation.org/amazonia. Desde o dia 5 de junho, o site está acessível para receber as doações. 

Os recursos irão beneficiar as organizações que trabalham junto a populações indígenas, quilombolas e ribeirinhas da Amazônia, contribuindo para impulsionar o desenvolvimento social e econômico local, sem esquecer de conciliar a proteção da natureza.

As iniciativas prevêm, ainda, atuar no combate aos danos imediatos provocados pela pandemia do novo coronavírus nas comunidades indígenas e tradicionais amazônicas.

"Acreditamos que, por meio destas iniciativas, além de protegermos os guardiões da floresta, estamos contribuindo para a justiça social dessas comunidades que vivenciam inúmeros conflitos cotidianamente", afirma Mauricio Bianco, vice-presidente da CI-Brasil.

Últimas