Lar de idosos em Portugal permite visita da família pelo vidro

Moradores podem sentar e conversar com os parentes usando microfones instalados dos dois lados

Mulher fala com o pai por meio de uma barreira de vidro

Mulher fala com o pai por meio de uma barreira de vidro

REPRODUÇÃO/ REUTERS/Rafael Marchante

Maria das Mercês lutou para segurar as lágrimas após ver seu pai de 90 anos em um lar de idosos em Portugal - conversando com ele de dentro de uma caixa de vidro erguida em frente a uma janela e que permite que os idosos moradores recebam visitas familiares durante a pandemia do coronavírus. 

"Tenho vontade de abraçá-lo", disse a portuguesa de 63 anos à Reuters após uma visita de 15 minutos à "Caixa de emoções", como a estrutura ficou conhecida. "Eu não acho que conseguiria resistir se a janela de vidro não estivesse aqui".

Aberta no início do mês na clínica de Montepio na cidade de Montijo, na margem oposta do Rio Tejo à Lisboa, a caixa com ar condicionado fica do lado de fora do edifício, em conjunto com um dos quartos. Moradores podem sentar e conversar com seus parentes usando microfones instalados dos dois lados. 

Mercês é uma dos muitos portugueses com parentes em casas de repouso que estão tendo dificuldades para lidar com a proibição às visitas impostas para proteger os frágeis moradores do contágio como parte de um lockdown imposto há quase dois meses.

Cerca de 14% das 2.500 casas de repouso em Portugal tiveram casos de coronavírus, de acordo com o governo. O país, que já reportou mais de 28 mil casos confirmados de coronavírus e 1.175 mortes - começou a aliviar o lockdown em 4 de maio.