Mãe desempregada doa prêmio de loteria para ajudar policial baleado

Ideia da doação partiu de sua filha, Rakiya. Depois da colaboração, departamento de polícia criou uma vaquinha para retribuir e ajudar a família

Shetara e Rakiya conversam com policiais após doação feita

Shetara e Rakiya conversam com policiais após doação feita

Reprodução/Facebook Kansas City Missouri Police Department

Shetara Sims, do Kansas, nos Estados Unidos, perdeu o emprego durante a pandemia do coronavírus. Porém, decidiu doar seus ganhos da loteria, de U$ 100 (R$ 518), a um policial que fora baleado. A ideia da doação partiu de sua filha, Rakiya Edmundson, de 12 anos.

"Minha mãe me disse para me importar com os outros também. Então, pensei na família do policial e em como eles poderiam comprar comida, agora que ele está sem trabalhar, e como iriam visitá-lo no hospital", diz Rakiya para o Fox & Friends Weekend.

A criança disse que sabia que, se sua família não tivesse dinheiro, porque sua mãe estava sem emprego, a família do policial baleado também não teria recursos para se manter nesse momento difícil.

Mãe e filha ficam emocionadas com vaquinha online

Mãe e filha ficam emocionadas com vaquinha online

Reprodução/Facebook Kansas City Missouri Police Department

Demorou alguns dias para que o Departamento de Polícia de Kansas City achasse a mãe e sua filha. Assim que conseguiram contato, eles criaram uma vaquinha online para retribuir a família, sabendo que sua condição financeira também não era boa. A vaquinha já arrecadou mais de US$ 123 mil (R$ 637 mil).

Sargento da polícia, Jake Becchina disse que atos como esse dão mais incentivo para continuar trabalhando. "Isso nos dá energia para continuar na ativa todos os dias. Aparecemos para servir e isso não vem com condições. Servimos à comunidade, não importa o que aconteça. Mas, quando alguém nos chama assim, e nos mostra esse tipo de apoio, realmente nos dá a energia que precisamos para continuar todos os dias".