Virtz Mãe presenteia filho com 1.800 dólares por ele ter ficado desde os 12 anos fora das redes sociais

Mãe presenteia filho com 1.800 dólares por ele ter ficado desde os 12 anos fora das redes sociais

O jovem Sivert Klefsaas, então com 12 anos de idade, foi desafiado pela mãe a evitar as mídias até completar 18 anos. Se cumprisse o combinado, receberia sua recompensa

  • Virtz | Do R7

O jovem Sivert Klefsaas foi desafiado pela mãe a sair das redes - e ganhou a aposta!

O jovem Sivert Klefsaas foi desafiado pela mãe a sair das redes - e ganhou a aposta!

Reprodução/Arquivo Pessoal/Lorna Klefsaa

Há seis anos, Lorna Klefsaas, de Minnesota, nos Estados Unidos, desafiou o filho Sivert, então com 12 anos de idade, a ficar fora das redes sociais até completar 18 anos. Se ele conseguisse tal façanha, receberia 1.800 dólares como prêmio. E não é que o jovem conseguiu? Agora, ao chegar aos 18, ele finalmente recebeu sua recompensa, segundo relatou o Good Morning America.

Tudo começou quando a mãe ouviu no rádio, naquela época, algo sobre um desafio semelhante e decidiu criar uma aposta própria: "o 18 por 18."

"Na notícia que ouvi, eles prometiam dar uma recompensa de 1.600 dólares para seu filho, caso cumprisse certo desafio até completar 16 anos. Na hora, pensei, 'que boa ideia, acho que vou contar para Sivert e ver o que ele pensa sobre isso, quem sabe consigo tirá-lo um pouco da internet", lembra Lorna. 

Força de vontade recompensada

Sivert contou que nem teve que pensar muito para decidir. Além disso, a mãe aumentou o prêmio para 1.800 dólares, 200 a mais do que o desafio inicial propunha. "Eu tinha 12 anos e pensei: 1.800? Que incrível", contou ele ao GMA. "Era mais dinheiro do que eu jamais tinha tido acesso na vida. Seis anos sem mídias sociais? Moleza, posso fazer isso." E fez!

O jovem é o mais novo da família, com três irmãs mais velhas. E a mãe pensou em propor o desafio para o menino porque se preocupava com o uso excessivo das mídias sociais pelas outras filhas. "Uma delas ficou muito enfiada nisso, estava até afetando seu humor, suas amizades. Ela tinha ansiedade de acompanhar tudo, foi bem complicado", explicou a mãe. 

Lorna disse que o filho sabia que poderia abandonar o desafio quando quisesse. E foi apenas sua força de vontade e senso de competição que levaram o menino a ganhar a aposta. A única exceção, nesse tempo todo, foi o uso do Snapchat, quando o time de basquete de Sivert precisava compartilhar informações dos jogos.

Últimas