Coronavírus

Virtz Mães de comunidades contam como internet grátis impacta o dia a dia

Mães de comunidades contam como internet grátis impacta o dia a dia

Projeto Mães da Favela On disponibiliza internet gratuita para moradores de comunidades no Brasil. Mães contam os benefícios do projeto em suas vidas

  • Virtz | Ana Clara Arantes, do R7

Projeto viabiliza internet gratuita em comunidades brasileiras

Projeto viabiliza internet gratuita em comunidades brasileiras

Divulgação

A pandemia de covid-19 impactou milhões de brasileiros. No trimestre encerrado em julho, mais de 13 milhões de trabalhadores e trabalhadoras ficaram sem emprego. A situação é ainda mais complicada para as pessoas que vivem em vulnerabilidade social. 

Leia mais: Desemprego atinge 13,1 milhões e chega a maior taxa desde 2012

Para tentar amenizar o impacto da crise nas comunidades, a CUFA (Central Única das Favelas) criou o projeto Mães da Favela ON, que viabiliza internet gratuita para moradoras de comunidades.

Para Solange Martins Rodrigues, de 30 anos, Beatriz Viana de Carvalho, 47, e Angélica Silva dos Santos, de 27 anos, o projeto ajuda tanto na questão financeira quanto na possibilidade dos filhos poderem assistir as aulas online.

Beatriz vive em uma comunidade do Rio e diz que o projeto tem ajudado muito. Para ela, o Mães da Favela ON está possibilitando educação, união e entretenimento.

"As crianças não estavam acompanhando as aulas, porque eu não tinha como pagar a internet aqui na Rocinha. Desde o começo da pandemia, eles não tinham conseguido assistir nenhuma aula. Agora, elas podem", diz.

Além de dois filhos pequenos em casa, Beatriz tem duas filhas que moram longe e o projeto possibilitou a reaproximação entre elas. "Não tem como a gente se ver sempre, então, estou usando a internet para falar com elas."

Ela relata ainda que não tem televisão em casa e com a internet, as crianças podem assitir alguma coisa para se distraírem: "eu deixo elas verem algum vídeo infantil quando querem assistir alguma coisa", conta a mãe. 

Para Solange, o projeto é um apoio financeiro. "Eu estou desempregada e o Mães da Favela ON tem ajudado muito. Ele leva internet para as famílias que estão sem trabalho, assim como eu, ou não tem uma internet boa. Isso auxilia as crianças que estão tendo aula online. Eu só tenho a agardecer, porque as coisas estão difíceis", relata a moradora de uma comunidade em São Paulo.

Angélica só tem agradecimentos. Ela também ficou desempregada durante a pandemia e, de acordo com ela, pela CUFA ela já ganhou alimentos, agasalhos e brinquedos para os filhos.

"Para mim e meus filhos o projeto foi uma bênção. Ele fornece internet e ligação sem pagarmos nada. A organização nos dá suporte com mantimentos e produtos de limpeza e agora, a economia. O dinheiro que eu investia na internet, agora uso para pagar a conta de luz, ou na mistura aqui pra casa e até mesmo para auxiliar no valor do aluguel", explica Angélica.

"De coração, foi e está sendo um grande suporte para mim", agradece a mãe.

Projeto

O Mães da Favela On é uma ação da ONG CUFA, com a Comunidade Door e o Alô Social. O projeto vai levar internet gratuita para mais de 2 milhões de moradores de favelas em todo o Brasil. São Paulo e Rio de Janeiro já tiveram comunidades beneficiadas.

Além de chips, torres que disponibilizarão wi-fi gratuito serão instaladas pelas favelas brasileiras. O Mães da Favela On recebe o apoio da TIM, PicPay, TikTok, O Boticário, VR Benefícios, Península Participações, Volvo, e Banco Santander. E também das fundações Tide Setúbal e Casas Bahia e dos institutos Humanize, Galo da Manhã e Unibanco.

Últimas