Marca lança fundo de proteção ao meio ambiente e mulheres

No total, cerca de R$ 800 milhões serão doados para regeneração de ecossistemas e organizações que auxiliam mulheres altamente vulneráveis

Empresa vai ajudar meio ambiente e mulheres

Empresa vai ajudar meio ambiente e mulheres

Reprodução/site L'Oréal

A L'Oréal anunciou a criação do programa L'Oréal para o Futuro, que desinará 150 milhões de euros, o equivalente a 841 milhões de reais, para programas de proteção ao meio ambiente e apoio a mulheres em situação de vulnerabilidade. 

Segundo Alexandra Palt, diretora de Responsabilidade Corporativa do Grupo L'Oréal, "a crise do Covid-19 não poupa ninguém e também agrava as desigualdades existentes, com efeitos particularmente devastadores sobre as pessoas que já estavam lutando social ou economicamente ou são vítimas de abuso, especialmente mulheres".

"É essencial que tomemos medidas para apoiar as mulheres mais vulneráveis. Essa crise social não ofuscou a necessidade de um forte compromisso com o meio ambiente. Se quisermos encontrar uma maneira sustentável e inclusiva de superar essa crise, também devemos nos concentrar na prevenção das mudanças climáticas e da erosão da biodiversidade, que agora ameaçam abalar ainda mais profunda e violentamente nossas vidas, nossas sociedades e nossas economias, mais uma vez com as mulheres como as primeiras vítimas", analisa a executiva.

O programa também ira destinar 100 milhões de euros (R$ 560 mi) para a regeneração de ecossistemas naturais danificados e esforços no combate às mudanças climáticas. "Nos próximos meses, nossas sociedades enfrentarão crises sociais que geram situações de grande sofrimento humano, principalmente para os mais vulneráveis. Desejamos reafirmar nosso compromisso com o meio ambiente e a preservação da biodiversidade e ajudar a mitigar a crise social impactando mulheres vulneráveis", explica Jean-Paul Agon, presidente e CEO da L'Oréal.

Investimento social

Três grandes áreas serão alvo dos investimentos da empresa. Para a regeneração de ecossistemas naturais danificados, serão destinados 50 milhões de euros (R$ 280 milhões), com o objetivo de financiar projetos de restauração de ecossistemas marinhos e florestais que também criam novas oportunidades de desenvolvimento social e econômico para as populações que dependem desses ecossistemas. O Fundo L'Oréal para a Regeneração da Natureza visa restaurar um milhão de hectares de ecossistemas degradados, capturar 15 a 20 milhões de toneladas de CO2 e criar centenas de oportunidades de emprego até 2030.

Outra frente, que receberá outros 50 milhões de euros, foca na prevenção das mudanças climáticas, dando financiamento de projetos relacionados à economia circular. O Fundo L’Oréal para a Regeneração da Natureza será operado e gerenciado pela Mirova (companhia especializada em financiamento sustentável).

O portfólio do programa L’Oréal para o Futuro está sendo construído, mas já se sabe que € 5 milhões serão investidos em dois fundos administrados pela Mirova: Fundo de Neutralidade da Degradação de Terrenos e o Fundo de Biodiversidade Althelia Brasil, para projetos de regeneração de solos e biodiversidade, inclusive na Amazônia.

Outros 50 milhões de euros serão usados para apoiar mulheres altamente vulneráveis. O dinheiro será para apoiar organizações de campo e instituições de caridade locais em seus esforços para combater a pobreza, ajudar as mulheres a alcançar a integração social e profissional, fornecer assistência de emergência a refugiadas e mulheres com deficiência, prevenir violência contra as mulheres e apoiar as vítimas.