Mercado de SP vende flores a preço de custo para alegrar quarentena

Voluntários se uniram em ação online para aproveitar vasos e maços que iriam para o lixo após fechamento do local

Ação pretende ajudar os produtores e alegrar a população

Ação pretende ajudar os produtores e alegrar a população

Pixabay

A pandemia do coronavírus fechou comércios e serviços não essenciais em São Paulo.  O Mercadão das Flores, na zona oeste da cidade, se preparava para a inauguração quando começou o decreto de isolamento.  Mais de 350 produtores estavam com lojas abastecidas e as flores corriam o risco de ir para o lixo após o fechamento do local.

Voluntários se uniram e criaram uma opção de venda online para aproveitar vasos e maços. Com preços simbólicos, a partir de R$ 9,90, a ideia da “Ação Florescer” é alegrar a quarentena da população, além de minimizar os prejuízos dos trabalhadores.

Produtores vendem flores com preço simbólico

Produtores vendem flores com preço simbólico

Montagem/Reprodução


Orquídea, astromélia, lírio e azaleia estão entre os produtos disponíveis, assim como folhagens e vasos de plantas para os apaixonados por jardinagem.
O grupo realiza entregas na região e também recebe compradores no local em sistema “drive thru”, sem que o cliente saia do carro. As embalagens seguem os cuidados de higiene e portadores estão usando itens de proteção.

Mercadão das Flores
Rua Hayden 105 - Vila Leopoldina
São Paulo