Minuto de silêncio no Reino Unido homenageia vítimas da covid-19

População e profissionais de saúde lembraram médicos e enfermeiros que morreram durante o combate ao novo coronavírus

Médicos da Irlanda do Norte param por um minuto

Médicos da Irlanda do Norte param por um minuto

REUTERS/Jason Cairnduff

O Reino Unido homenageou na terça-feira (27), com um minuto de silêncio, todos os profissionais da saúde e trabalhadores de serviços essenciais que morreram no país por covid-19.

Saiba como se proteger e tire suas dúvidas sobre o novo coronavírus

Na residência oficial de 10 Downing Street, nos hospitais, supermercados ou na rua, às 11h (horário local, 7h de Brasília), os cidadãos silenciosamente realizaram a homenagem, seguida de muitos aplausos.

O primeiro-ministro britânico Boris Johnson, que voltou ao trabalho após se recuperar do novo coronavírus, liderou a homenagem, assim como a primeira-ministra da Escócia, Nicola Sturgeon, em sua residência, em Edimburgo.

Mais de 100 profissionais de saúde ou aqueles que realizam tarefas essenciais, como motoristas de ônibus ou funcionários de supermercados, perderam a vida após serem infectados pelo vírus.

O número diário de mortes por Covid-19 nos hospitais britânicos caiu para 360 ontem, abaixo dos 413 registrados de domingo e 813 do sábado, segundo dados oficiais.

No total, 21.092 pacientes hospitalizados no Reino Unido morreram com a doença desde o início da pandemia, enquanto o número de casos confirmados no último dia subiu para 4.031, depois de realizar 37.022 testes nesse período.