Virtz Mulher britânica acolheu 14 crianças de rua na Tanzânia

Mulher britânica acolheu 14 crianças de rua na Tanzânia

Letty McMaster fez uma viagem para trabalhar como voluntária e isso acabou mudando sua vida por toda a situação que presenciou no país africano

Letty virou oficialmente mãe das 14 crianças

Letty virou oficialmente mãe das 14 crianças

Reprodução/streetchildreniringa

Letty McMaster, de 26 anos, tinha apenas 18 anos quando viajou de sua casa em Tunbridge Wells, Inglaterra, para ficar um mês na África e isso acabou sendo uma mudança de vida. Ela acabou ficando por três anos para sustentar as crianças que conheceu e, quando o orfanato fechou, Letty acolheu nove jovens que teriam ficado desabrigados.

Sete anos depois, ela mora com os filhos depois de se tornar a tutora legal de todos eles, além de mais cinco que conheceu nas ruas ou em um abrigo que ela administra.

Em 2013, a jovem tinha se formado na faculdade e resolveu ir para a Tanzânia com o plano de ser voluntária em um orfanato por um mês antes de voltar para casa e continuar estudando. Mas ela disse que logo percebeu que as crianças estavam sendo abusadas física e mentalmente, alegando que a equipe só as alimentava uma vez por dia e embolsava o dinheiro doado para a escola dos turistas.

A família toda ajuda a mãe a tomar conta de mais crianças que moram nas ruas

A família toda ajuda a mãe a tomar conta de mais crianças que moram nas ruas

Reprodução/streetchildreniringa.org

Em entrevista para a Kent Online, Letty disse: "Decidi voar para a Tanzânia depois de ver números que mostravam centenas de milhares de crianças vivendo nas ruas". Quando o orfanato foi fechado pela prefeitura local, em 2016, Letty lutou pelo direito de abrir seu próprio abrigo, em Iringa, na Tanzânia, para as nove crianças desabrigadas.

Ela fundou a "Street Children Iringa" como uma instituição de caridade registrada no Reino Unido. Nenhuma das 14 crianças frequentava a escola e vivia entre as ruas e o orfanato quando ela as conheceu, mas suas vidas mudaram imensamente desde que se mudaram para a casa de Letty.

Ela mora em Iringa com os filhos durante nove meses do ano, indo para a Inglaterra no resto do ano para arrecadar fundos por meio de eventos patrocinados e um baile anual de caridade. A mãe diz que ainda sobra tempo para revisar a lição de todos os seus filhos antes de dormir e que todos praticam esportes.

Últimas