Noruega recicla 97% das garrafas plásticas com ajuda da população

Consumidores trocam embalagens vazias em máquinas e empresas são incentivadas a reciclar para ter descontos em impostos

O planeta produz 480 bilhões de garrafas plásticas anualmente

O planeta produz 480 bilhões de garrafas plásticas anualmente

Divulgação/Infinitum

A Noruega tem o sistema de reciclagem de plástico mais eficiente do mundo. O país consegue reciclar 97% de todas as garrafas plásticas consumidas em suas fronteiras.

Um armazém na capital Oslo é o local onde a empresa Infinitum faz a reciclagem de plásticos na Noruega. Um sistema automatizado controla e verifica desde as tampas até as etiquetas usadas na fabricação.

O objetivo é a reutilização do plástico em um ciclo interminável. Dentro do galpão as máquinas trituram recipientes usados 24 horas por dia. Isso faz com que 160 toneladas de material plástico seja reciclando diariamente.

Alguns recipientes retornam para as prateleiras dos supermercados mais de 50 vezes. A intenção é evitar o uso excessiva de plástico virgem para a fabricação de novos produtos.

Sede da empresa Infinitum, localizada em Oslo, capital norueguesa

Sede da empresa Infinitum, localizada em Oslo, capital norueguesa

Divulgação/Infinitum

O processo de reciclagem norueguês é simples e eficaz. Existe um incentivo fiscal para que as empresas paguem menos impostos quanto mais praticar a reciclagem de lixo. Se baterem a meta estipulada pelo governo de 95%, são isentas de pagar impostos.

Os noruegueses também têm um hábito de consumo diferente dos demais países. Ao comprar uma garrafa de água, por exemplo, a embalagem não é vendida, mas emprestadas. Ou seja, será necessário devolver o recipiente vazio após o uso para comprar um novo. 

De acordo com o programa ambiental da ONU, o planeta produz 480 bilhões de garrafas plásticas anualmente. O lixo plástico nos oceanos é responsável pela morte de aproximadamente 100.000 mamíferos marinhos e um milhão de passáros todos os anos.