Nova plataforma conecta hospitais a produtores de itens de proteção

Lojas Renner e incubadora de startups do Hospital Albert Einstein criam a Inovação do Bem, incentivando o combate à pandemia de covid-19

Lojas Renner e hub de inovação do Einstein se uniram para conectar hospitais e produtores de equipamentos de proteção individual

Lojas Renner e hub de inovação do Einstein se uniram para conectar hospitais e produtores de equipamentos de proteção individual

Divulgação/ Inovação do Bem

A varejista de moda Renner e a Eretz.bio, incubadora de startups do Hospital Israelita Albert Einstein, de São Paulo, lançaram uma plataforma para conectar hospitais a produtores de equipamentos de proteção individual (EPIs) e uniformes. A ação, chamada de Inovação do Bem, pode ser acessada em inovacaodobem.com e tem como objetivo contribuir no enfrentamento da pandemia de covid-19 no país.

A plataforma foi idealizada em conjunto pelos dois parceiros, com a consultoria e o suporte do professor Weber Amaral, PhD da Esalq/USP. A ideia é que o site ajude as instituições de saúde de todo o país na busca por parceiros que possam suprir a alta demanda de equipamentos utilizados pelos profissionais que lutam contra a doença.

"Existe a necessidade de aumentar significativamente a produção de itens de proteção individual para as equipes médicas que estão na linha de frente do combate à Covid-19. No mundo inteiro, os hospitais têm encontrado dificuldades para obter estes itens e, muitas vezes, quando conseguem, os custos são elevados", diz Fabio Faccio, diretor presidente da Lojas Renner.

"Usamos a nossa expertise no varejo de moda para alavancar a produção desses materiais por meio dessa plataforma de colaboração, que está a serviço de um propósito maior: salvar vidas ajudando a proteger os profissionais de saúde que têm uma atuação essencial e heroica neste momento", afirma o profissional.

Recentemente, a Renner produziu e doou 1,3 milhão de máscaras e aventais para instituições hospitalares de diferentes cidades brasileiras.

Unindo expertises

A plataforma Inovação do Bem é uma rede aberta. Nela, os hospitais de todas as regiões do Brasil podem se cadastrar e especificar suas necessidades urgentes, encontrando empresas que estejam aptas e disponíveis para confeccionar os materiais e uniformes requeridos.

A iniciativa também se propõe a servir como um hub de conteúdo qualificado a respeito da pandemia de covid-19. Para isso, a plataforma também irá compartilhar informações atualizadas sobre prevenção e cuidados referentes à doença, com a curadoria do time de profissionais do Einstein.

"Combater a pandemia da Covid-19 implica uma assertiva gestão de recursos pelos líderes da saúde que vêm sendo desafiados diariamente em virtude da escassez de recursos. A necessidade de recursos materiais é enorme, mas é certo que o recurso mais importante nesse momento é o profissional de saúde. Garantir EPIs com custos acessíveis é uma prioridade, como máscaras, óculos, luvas e aventais, dentre outros. Precisamos garantir a saúde de quem cuida", afirma Claudia Laselva, diretora da Unidade Hospitalar Morumbi do Hospital Israelita Albert Einstein.

Desenhos e fichas técnicas de moldes de máscaras e aventais desenvolvidos pela Renner também ficarão disponíveis para que as empresas ou empreendedores interessados possam passar a fabricá-los.

Novas ideias para combater a crise

A plataforma também está organizando um desafio para impulsionar o surgimento de soluções relacionadas à produção de máscaras de proteção para equipes médicas. A ideia é encontrar alternativas de novos materiais e modelos que sejam de fácil utilização, mas também seguros e confortáveis por longos períodos de uso.

Quem quer participar do desafio e inscrever sua proposta pode entrar no site inovacaodobem.com/desafio/ até o dia 4 de maio (é preciso ser maior de 18 anos para fazer a inscrição).

Os projetos serão avaliados e os três finalistas apresentarão suas ideias, virtualmente, para uma banca de especialistas de ambas as empresas. O vencedor ganhará um prêmio de R$ 5 mil em dinheiro, mais R$ 1 mil em compras nas lojas da Renner.