Pacientes podem pagar cirurgias com trabalho voluntário nos EUA

Médico Demetrio Aguila III, de Nebraska, desenvolveu o programa para evitar que pacientes fiquem falidos depois de pagarem os custos médicos

Médico Demetrio Aguila III, criador do programa

Médico Demetrio Aguila III, criador do programa

Divulgação/Healing Hands of Nebraska

Agora pacientes e famílias podem pagar por cirurgias com horas de trabalho voluntário no estado de Nebraska, região central dos Estados Unidos. O programa M25 foi desenvolvido pelo cirurgião Demetrio Aguila III e acontece na clínica 'Healing Hands of Nebraska'.

Por meio do projeto, Aguila permite que seus pacientes escolham uma organização sem fins lucrativo e depois determina uma quantidade de horas que devem ser trabalhadas para que a cirurgia seja paga. Com isso, os doentes e a comunidade são ajudados. 

O programa tem como objetivo oferecer os procedimentos a pacientes que não possuem condições de arcar com as despesas médicas e também ajudar no tratamento pós-operatório. Quando o paciente está envolvido física e psicologicamente na melhora, os resultados aparecem mais rápido. Porém, como esperar que alguém que não tem dinheiro e está com uma dívida enorme consiga se engajar?

Mais de dois terços dos pedidos de falência individual no país acontecem por dívidas com despesas médicas, e mais de 75% dessas pessoas tinham seguro saúde. Isso mostra que os seguros americamos não são garantia de que os tratamentos serão "gratuitos" e podem proporcionar uma falsa noção de segurança.