Virtz Para ficar perto do pai, filha arruma emprego em casa de repouso

Para ficar perto do pai, filha arruma emprego em casa de repouso

Nina Ambrose decidiu ser voluntária para poder e ver e cuidar do idoso de 77 anos que sofre do mal de Alzheimer 

Filha pediu para ser voluntária para ficar perto de seu pai

Filha pediu para ser voluntária para ficar perto de seu pai

Reprodução/Instagram rantsandbigpants

Com a pandemia de coronavírus, Nina Ambrose, de 49 anos, foi impedida de visitar seu pai, Roger, de 77, que desde o início do ano vive em uma casa de repouso. Com saudades do pai, ela decidiu ser voluntária na clínica em Essex, na  Inglaterra.

Desde abril, Nina tem feito três turnos por semana na casa de repouso de Chelmsford e, após cada um, ela visita seu pai, que sofre com o mal de Alzheimer. O ex-motorista de caminhão Roger sofre da doença há 12 anos. 

“Eu sinto que tenho muito a dar. Adoro fazer as pessoas felizes. Gostaria de espalhar essa alegria o máximo que puder trabalhando todos os dias da semana em cinco lares de idosos diferentes se fosse possível", disse Nina para o Good News Network.

Ela documenta a jornada de seu pai em suas redes sociais para ajudar e auxiliar outras pessoas que enfrentam situações semelhantes. Sua grande esperança é que outras pessoas percebam que ser diagnosticado com Alzheimer não é um motivo de tristeza: "Você pode explorar o que fazia as pessoas felizes e as atividades de que ela gostava de realizar e ainda consegue fazer."

Últimas