Pessoas com deficiência monitoram programação de férias do Catavento

Com idades entre 18 e 55 anos, os 12 monitores demonstram a importância da igualdade de oportunidades e o valor da diversidade

Marília Tocalino é uma das idealizadoras e coordena a iniciativa

Marília Tocalino é uma das idealizadoras e coordena a iniciativa

Divulgação

O Museu Catavento é um dos programas mais procurados por pais e filhos que estão em São Paulo durante férias escolares. As experiências e atividades levam conhecimentos de diversas áreas de uma forma divertida e interessante para todos que por lá passeiam.

Leia também: Mostra no museu Catavento ensina tecnologia brincando

A partir deste mês de janeiro, os visitantes poderão ter mais um encontro surprendente e enriquecedor. Por meio de uma parceria com a multinacional alemã Bayer, a instituição terá 12 pessoas com deficiência como monitores para a programação de férias. Eles fazem parte do projeto Educação para uma Vida Melhor e vão transmitir conhecimentos nas áreas de ciências, saúde e nutrição por meio de atividades relacionadas a temas atuais, como sustentabilidade, diversidade e inclusão.

Ação não tem data para ser encerrada

Ação não tem data para ser encerrada

Divulgação

Com diversos tipos de deficiência e idades entre 18 e 55 anos, os monitores compartilham com os visitantes quanto a diversidade traz riquezas para o convívio e para o entendimento de mundo.

Para Marília Tocalino, uma das idealizadoras e coordenadora da iniciativa, a grande questão do projeto é "a luta pela equidade, sem ser herói ou vítima da circunstância".

Ela, que também é deficiente visual, comenta que, desde a implementação, a proposta tem sido muito bem recebida por todos os visitantes, especialmente com os mais novos.

Leia também: Abertura de vagas para deficientes cresceu 27% em 2019, aponta Catho

"O contato com as crianças é ótimo. Muitos não notam no começo, mas, quando percebem, se surpreendem positivamente. Eles veem que, independentemente da deficiência, a pessoa está ali transmitindo e compartilhando um conhecimento novo e interessante", afirma Marília.

Ela conta que, durante o processo de seleção, formou um time de pessoas bem resolvidas com a deficiência. "Todos monitores sabem se adaptar para que o trabalho seja exercido com perfeição."

A iniciativa não tem prazo para terminar. O Museu Catavento fica na Avenida Mercúrio, sem número, próximo ao Parque Dom Pedro, em São Paulo.

Serviço

Férias no Museu Catavento
Onde: Palácio das Indústrias - Praça Cívica Ulisses Guimarães, s/no (Av. Mercúrio), Parque Dom Pedro II, Centro - São Paulo/SP.
Telefone: (11) 3315-0051
Quando: terça a domingo, das 9h às 17h (bilheteria fecha às 16h).
Quanto: R$ 10 e R$ 5 meia-entrada para estudantes, idosos e portadores de deficiência. Entrada gratuita às terças-feiras.
Idade mínima para visitação: recomendado para crianças a partir de sete anos.