Voluntário de ONG conta histórias emocionantes de adoção

Veja como o amor manteve a família canina unida e fez o gato Davi encontrar um lar de verdade, apesar das dificuldades

Romeu, Julieta e Love se adaptaram muito bem ao novo lar, assim como o gato Davi

Romeu, Julieta e Love se adaptaram muito bem ao novo lar, assim como o gato Davi

Associação do Amigo Animal /Divulgação

A história do resgate dos cães Romeu, Julieta e da filhote Love foi dramática.  No entanto, teve um final feliz. “Acredito que havia mais filhotes, mas apenas a Love sobreviveu ao abandono”, conta Patrícia Yamasaki, voluntária da ONG Associação do Amigo Animal, que resgatou os três  na zona rural de Curitiba (PR). Após o resgate, os cães foram levados para a chácara da ONG, no município de Campo Magro (PR), onde fica a maior parte dos cerca de 1 mil animais que a organização abriga.

A família canina recebeu os cuidados padrões da ONG, que incluem a recuperação da saúde física, castração e vacinação, e então todos foram encaminhados à adoção.

De acordo com Patrícia, os três eram extremamente unidos e reagiam com desespero ao serem separados. “Sabíamos que teríamos trabalho para encontrar uma família disposta a adotar os três de uma vez, mas separá-los seria muito triste”, conta a voluntária.

Na primeira feira de adoção que participaram, os cães atraíram o interesse de muitas pessoas, mas somente para a adoção individual, o que implicaria na separação deles. Para os voluntários, recusar uma adoção significaria arriscar a oportunidade desses animais encontrarem um lar com amor. No entanto, para eles, separá-los também era um risco, pois os cães poderiam não se adaptar ou até mesmo adoecer. “Eles sofriam muito, choravam e latiam só de ver um deles se afastar no colo de um candidato a tutor”, conta Patrícia, que decidiu recusar as adoções naquele dia e mantê-los juntos no abrigo.

Diante dessa situação, a ONG resolveu tentar a adoção dos três juntos com o apoio de um pet shop da região. “A loja fica com alguns animais, como se fosse um lar temporário, onde os funcionários levam para passear, dão banho, alimentam e, ao mesmo tempo, o animal fica disponível para a adoção”, explica. Mais uma vez, várias pessoas se interessaram pela adoção individual, mas a ONG manteve a intenção de conseguir um único lar para eles. “Uma das famílias se interessou pela Julieta e eu sugeri que ela ficasse também com a Love, para diminuir o sofrimento dos cães”, relembra Patrícia. Sensibilizada, a família aceitou adotar as duas.

Esse desfecho não era exatamente a que os voluntários da ONG esperavam, mas eles concordaram com a adoção das fêmeas. “A família já havia feito todo o processo de adoção e não concordava em separá-los, porém não tinha condições de ficar com os três animais”, conta Patrícia.

Romeu, Julieta e Love no dia em que foram adotados por sua nova família

Romeu, Julieta e Love no dia em que foram adotados por sua nova família

Associação do Amigo Animal /Divulgação

Os funcionários do pet shop se emocionaram ao ver Julieta e Love indo embora, enquanto Romeu permanecia inconsolável no abrigo. “Até os novos tutores começaram a chorar quando perceberam a importância de mantê-los juntos e acabaram levando também o Romeu para casa”, relembra a voluntária, que considera ter valido a pena esperar por uma família disposta a fazer a felicidade dos três cãezinhos.

Amigo especial
Com o gato Davi, o drama começou antes mesmo do resgate, já que ele havia sido atacado por outros animais. “Assim que recebi o pedido de resgate, fui correndo para o local, já sensibilizada, porque havia acabado de perder minha gata, com quem convivi por 18 anos”, conta Patrícia.

Ao encontrar Davi, a voluntária percebeu que ele tinha uma deficiência nas patas traseiras, que o impedia de caminhar normalmente. “O Davi se arrasta sobre as patas, pois elas são para frente e não se movimentam”, explica.  É como se ele estivesse sempre sentado. Ao tentar se movimentar sem proteção, acabava se arrastando e isso provocava lesões e outras doenças que o deixaram internado por vários dias.

Quando finalmente teve alta, a equipe da Associação do Amigo Animal precisava encontrar um lar temporário para Davi, que por conta da sua condição física ainda demandava tratamento e cuidados especiais. “Davi é incontinente urinário e suas feridas ainda não haviam cicatrizado completamente”, explica Patrícia, que ofereceu sua casa como lar temporário  para que ele pudesse se recuperar e aguardar pela adoção.

Patrícia tinha esperança de que o gato voltasse a andar e pudesse ter uma vida normal ao lado de uma família, mas o diagnóstico foi outro. “O veterinário afirmou que poderia ser um problema genético e Davi não conseguiria andar sobre quatro patas. Nem havia muito a ser feito, já que os gatos não se acostumam bem com cadeirinhas de rodas”, conta.

Davi agora tem uma irmã canina, a Valentina, e uma mãe protetora que oferece todo o suporte para que ele tenha qualidade de vida

Davi agora tem uma irmã canina, a Valentina, e uma mãe protetora que oferece todo o suporte para que ele tenha qualidade de vida

Associação do Amigo Animal /Divulgação

De acordo com o médico veterinário que atendeu Davi, a única coisa que a voluntária poderia fazer era oferecer amor, cuidados diários com a higiene para evitar infecções e um lar seguro. Patrícia sabia que Davi demandava muitos cuidados e que poucas pessoas estariam dispostas a isso. Depois da lição de superação e amor que aprendeu com Davi, a voluntária decidiu adotá-lo permanentemente. “Davi é um guerreiro que não se deixa abater por sua condição física. Ele corre e brinca do seu jeito, ronrona e é muito amoroso. Está sempre feliz”, diz. Davi já participou de programas de TV, foi garoto propaganda da ONG e ensinou para sua tutora que o amor supera todas as dificuldades.

Parceria com o Instituto PremieRpet®
A Associação do Amigo Animal é uma das ONGs parceiras do Instituto PremieRpet®, braço social da PremieRpet®, que incentiva pesquisas e ações que visem promover saúde, qualidade de vida e longevidade dos animais. Entre suas diversas atividades, está o apoio a ONGs, como a Associação do Amigo Animal.

PremieRpet®. Existimos para tornar a relação das pessoas com animais de estimação a mais próxima, prazerosa e longa possível.