Precisa cozinhar em casa na quarentena? Veja dicas dos chefs

Com este guia geral, dá para aprender o básico da cozinha, como planejar a lista de compras e até a preparar pão caseiro, acompanhe as sugestões

A chef Ana Luiza Trajano, do Instituto Brasil a Gosto, criou um material online e gratuito para ajudar as pessoas a cozinhar em casa durante a quarentena

A chef Ana Luiza Trajano, do Instituto Brasil a Gosto, criou um material online e gratuito para ajudar as pessoas a cozinhar em casa durante a quarentena

Miloca Nagle/ Divulgação

Uma das grandes dificuldades enfrentadas pelas pessoas em quarentena é: o que fazer para comer? Ou ainda: quem vai cozinhar? Muita gente mora sozinho, ou em famílias pequenas, e está acostumado a fazer as refeições fora do lar, a pedir delivery e apostar em comidas prontas.

Com muitos restaurantes e comércios fechados por conta do isolamento causado pelo coronavírus e com o orçamento limitado, a solução para enfrentar a quarentena imposta pelo coronavírus é cozinhar em casa.

Com algumas dicas simples, é possível preparar uma refeição nutritiva, barata e saborosa, mesmo para quem nunca cozinhou antes. Como lembra a chef Rita Atrib, do bufê e rotisserie Petit Comité, em São Paulo, este é o momento de ousar. "Tem de usar a criatividade, ver os programas de culinária na TV, pesquisar na internet, fazer junto com a família", diz ela. "Experimentar e se arriscar nas receitas sem ter medo de errar, é o momento de quebrar barreiras."

Comece pelo básico: a lista de compras

A chef Ana Luiza Trajano, do Instituto Brasil a Gosto, de São Paulo, criou um material completo para ajudar os que estão isolados em casa e inseguros quanto ao que cozinhar e como.

No projeto, chamado de Cesta Básica, a chef liberou alguns arquivos para auxiliar nessa tarefa. O básico é começar por uma lista de compras, checando o que já tem na despensa e verificando o que pode ser comprado.

Não se deve deixar de fora ingredientes frescos, como verduras, legumes e frutas, mas é importante manter a casa abastecida com itens que não estragam tão fácil, como arroz, feijão, grãos, farinhas, fermento, leite de caixinha, óleo, sal, açúcar, vinagre e outros ingredientes que são fundamentais para o preparo de qualquer receita.

A chef deixa uma sugestão de lista de compras para duas pessoas. Tem também um caderno com receitas básicas, uma lista de utensílios para ajudar os que estão começando a cozinhar e uma dica de cardápio para duas semanas.

Além disso, a chef postará periodicamente em seus canais no Instagram e no Youtube vídeos com o preparo de algumas das receitas simples sugeridas no caderno que ela criou.

Neste vídeo, a chef ensina a fazer molho de tomate e ketchup caseiros:

Aulas abertas (online) de cozinha

O chef Fagner Rodrigues, do canal Culinariade2, no Instagram, está oferecendo lives periódicas e gratuitas para quem quer aprender a cozinhar. São aulas abertas, online, em que o chef dá dicas e explica o passo a passo de pratos simples e básicos.

Fagner é coordenador do Restaurante Escola da Faculdade Arnaldo, de Belo Horizonte, em Minas Gerais, e oferece receitas com ingredientes caseiros, como “ovos no purgatório”, feitos com molho de tomate e berinjelas, ou rabanada de bolo com geleia. As aulas são periódicas, mas é possível acompanhar as lives que já aconteceram direto no canal.

Fagner dá ainda outra dica para quem nunca cozinhou e está aflito com a quarentena: preparar a comida em grande quantidade para congelar e usar depois. “Eu comprei 10 quilos de tomate, um quilo de cebola, meio quilo de cenoura, um pé de salsão, um alho-poró, preparei 7 a 8 litros de molho de tomate de uma vez só”, diz ele.

“Com ele, fiz polenta cremosa, abobrinha recheada com coisas que a gente tinha em casa, e esse mesmo molho eu usei cinco vezes ou mais. O importante é guardar essas coisas, congelar, para usar depois”, ensina.

Nas lives, o chef também fala sobre prazos de validade e ensina preparos fáceis, omo batatinhas ao murro, molhos versáteis para comer com saladas, carnes, massas, etc.

“Mesmo que a pessoa não tenha muita habilidade com a panela, aqui a gente não está fazendo prato de chef, estamos fazendo comida para comer em casa, estamos convidando as pessoas para comer como se fosse na nossa casa.”

Quarentena sem desperdício

Mesmo para quem não sabe cozinhar, o primeiro impulso ao se ver em quarentena é comprar coisas demais. Porém, alguns itens estragam rápido se não forem usados logo, como frutas, verduras e legumes. Uma sugestão é, assim que chegar da feira, higienizar tudo, deixar de molho em solução com hipoclorito (ver as instruções do fabricante), lavar de novo, secar e acondicionar na geladeira.

Itens mais perecíveis, como folhas, estragam mais rápido e devem ser consumidos primeiro. Porém, há alguns tipos de verduras, como repolho e acelga, que duram mais tempo na geladeira e podem ser usados para enriquecer vários pratos, desde saladas até sopas, ensopados e picadinhos.

A chef e jornalista Larissa Januário está dando uma série de dicas em seu canal no Instagram, o Sem Medida, para uma quarentena sem desperdício.

Como passar menos tempo no mercado

Sair às ruas para passear e socializar está fora de cogitação neste momento. Então, é fundamental ir às compras rapidamente, apenas pelo tempo necessário para encontrar o que se precisa e voltar para casa. A cozinheira e food stylist Tatiana Damberg, conhecida como Tatu, fez um vídeo para ajudar aqueles que precisam ir ao mercado, mas querem gastar o mínimo de tempo possível para isso. Fazer uma lista prévia ajuda. E, se puder, melhor ir a ambientes abertos, como feiras livres, do que se aglomerar em mercados com muitas pessoas.Sugestões de receitas simples

Receitas simples com o que tem em casa

Outra cozinheira de mão cheia que há anos dá dicas na internet é a Dadivosa. Durante a quarentena, ela compartilha receitas simples de fazer em casa, com ingredientes de todo dia, como tapenade de azeitonas – um tipo de patê feito de azeitonas em conserva. Em seu site e no Instagram, de ela compartilha diversos outros pratos de fácil execução, bons para quem tem de alimentar a si mesmo, ou à família, mas não sabe bem por onde começar.

Está com tempo? Faça pão

Há os que estão trabalhando em home office durante o isolamento e há os que estão em casa sem muitas atividades. Este é o momento oportuno para aprender a fazer coisas novas, e a cozinha é um lugar excelente para criar habilidades diferentes.

Para quem ama pão, o jornalista e padeiro Luiz Americo Camargo compartilha uma playlist aberta no Spotify com o passo a passo para fazer pão de fermentação natural, daqueles que levam apenas farinha, sal e água. Os podcasts são gratuitos e, neles, o profissional divide os segredos para fazer pães de casca crocante e miolo macio.

Assim como Luiz Américo, a nutricionista Neide Rigo, conhecida no Instagram pelas formas originais como usa os ingredientes brasileiros, também está com tutorial para fazer pão caseiro. Na série que ela batizou de “Neideflix”, dá para assistir o passo a passo completo dessa receita. Vale ficar de olho também nos posts mais antigos, com ideias boas para aproveitamento total dos alimentos.