Virtz Programa cria oportunidades de trabalho para jovens vulneráveis

Programa cria oportunidades de trabalho para jovens vulneráveis

O GOYN (Global Opportunity Youth Network) está chegando à capital paulista e conta com uma rede inicial de 60 empresas e instituições parceiras

Programa global quer criar vagas para jovens na capital paulista

Programa global quer criar vagas para jovens na capital paulista

Reprodução/Pixabay

O programa GOYN (Global Opportunity Youth Network) está chegando à capital paulista para auxiliar jovens em busca de emprego. Articulado pela United Way Brasil, importante organização de filantropia mundial, o programa já conta com uma rede inicial de 60 organizações parceiras.

A proposta é criar oportunidades de trabalho e de renda para jovens em situação de vulnerabilidade social, de 15 a 29 anos, que estão fora da escola, desempregados ou trabalhando em empregos informais.

O programa global envolve uma série de atores conectados para trazer apoio a esses jovens. São fundações, institutos, governos, universidades e organizações sociais que, juntos, irão criar oportunidades profissionais para esse público-alvo.

O GOYN nasceu há dois anos e é liderado mundialmente pelo Instituto Aspen, estando presente também em outros países, como Colômbia, África do Sul e Índia. O objetivo do programa é de grande porte: transformar pelo menos 250 mil vidas nos próximos cinco anos.

Em São Paulo, a rede pretende possibilitar a inclusão produtiva de ao menos 100 mil jovens do município até o fim de 2030.

"O GOYN SP acredita que para se fazer uma mudança real e sustentável é preciso juntar atores com diferentes perspectivas para uma causa comum. Queremos que todo ‘jovem potência’ do município de São Paulo possa escolher um trabalho decente, próspero, que aumente a sua renda, proporcione melhoria de qualidade de vida e esteja alinhado com o seu projeto de futuro. O trabalho go GOYN SP já começou e a rede está aberta à participação de mais atores", afirma Daniela Saraiva Santos, líder do GOYN SP.

Em São Paulo, o programa conta com um grupo gestor formado por Instituto Coca Cola, Fundação Arymax, Em Movimento, Accenture e JP Morgan e liderado pela United Way Brasil.

Conta ainda com uma rede ampla de profissionais que trabalham com a juventude, como Conselho Nacional de Juventude (Conjuve), Unicef, Pepsico, Fundação Itaú para Educação e Cultura, Fundação Telefônica Vivo, Grupo de Institutos Fundações e Empresas (GIFE), Digital Innovation One, Espro, entre outras.

Últimas