Projeto celebra profissionais na linha de frente contra a covid

Projeto Toca foi criado para reconhecer e agradecer profissionais que atuam durante a pandemia da covid-19

Ação que ocorreu na UBS Butantã

Ação que ocorreu na UBS Butantã

Divulgação/UBS Butantã

Para reconhecer e agradecer os profissionais que têm trabalhado em prol da comunidade durante a pandemia da covid-19, o Projeto Toca está criando ações para celebrar aqueles que estão atuando em hospitais, UBS (Unidades Básicas de Saúde) e nas estradas da Grande São Paulo. Desde maio, seis ações já foram realizadas.

Nesta quarta-feira (5), foi dia de celebrar os 59 anos do Hospital Santa Marcelina, em Itaquera, na zona leste da capital, além do trabalho dos profissionais na linha de frente.

O projeto Toca, juntamente com o hospital, serviu lanches e ofereceu música ao vivo, com tudo pensado para manter o fluxo de trabalho e seguindo as normas de segurança.

Clara Verdier é uma das idealizadoras do Projeto Toca e conta sobre o objetivo das ações: “Queremos despertar valores e emoções positivas, como gratidão e o reconhecimento pelo trabalho que cada profissional faz pela comunidade”, diz.

Uma rede de parcerias ajuda na realização dos eventos. "Temos um time de parceiros muito especial e dedicado, que nos ajuda a levar a mensagem do projeto para milhares de pessoas”, ressalta Paulo Belliboni, outro idealizador do Toca.

Projeto Toca


Em pouco mais de dois meses de atividades, mais de duas mil pessoas foram impactadas pelas ações do Toca. O objetivo é realizar mais de 20 ações até o final deste ano e poder continuar o trabalho em 2021. O projeto foi criado pensando na covid-19, mas há perspectiva de continuar mesmo após o fim da pandemia.