Virtz Projeto oferece apoio psicológico gratuito durante a pandemia

Projeto oferece apoio psicológico gratuito durante a pandemia

A iniciativa Aldeia Solidária é desenvolvida por pesquisadores ligados ao Núcleo de Direitos Humanos da PUC-PR

O único pré-requisito para ser contemplado é ter 18 anos ou mais

O único pré-requisito para ser contemplado é ter 18 anos ou mais

Reprodução/Pexels

O projeto Aldeia Solidária já realizou mais de 420 sessões de atendimento psicológico gratuito para 140 pessoas durante o período da pandemia e foi desenvolvido por pesquisadores ligados ao Núcleo de Direitos Humanos (NDH) e ao Programa de Pós-Graduação em Direitos Humanos e Políticas Públicas (PPGDH) da Pontifícia Universidade Católica do Paraná (PUC-PR). A ideia é oferecer acolhimento gratuito para quem precisar, durante o período da pandemia.

Iniciada em maio de 2020, o projeto conta com 23 psicólogos voluntários que atuam fornecendo apoio emocional por meio do diálogo com profissionais. Para participar, é preciso ter no mínimo 18 anos. Os interessados devem se inscrever pelo site oficial do projeto e aguardar o contato da equipe.

Os encontros acontecem semanalmente, entre segunda e sexta-feira, agendados de acordo com a disponibilidade. Normalmente, a conversa ocorre por meio de videochamadas ou, em casos especiais, por telefone. As sessões duram de 30 a 60 minutos e a média tem sido de cinco sessões para cada inscrito.

"O momento pelo qual passamos pode gerar uma grande carga de sofrimento psíquico na sociedade. O cenário nagrava inseguranças, medos e ansiedades. Criamos esse projeto considerando a urgência do momento atual em relação à saúde mental da população", explica o coordenador do projeto, Rodrigo Alvarenga, professor do PPGDH da PUCPR.

Últimas