Guga Rocha chega ao R7 Virtz com websérie culinária oferecida pela Pilão

O chef vai preparar receitas inovadoras com artistas convidados no programa “Rango em Casa”. Celso Zucatelli é o primeiro convidado.

Websérie estreia dia 27 de julho, no R7 Virtz e no canal do R7 no YouTube

Websérie estreia dia 27 de julho, no R7 Virtz e no canal do R7 no YouTube

Portal R7

A websérie Rango em Casa, sob o comando de Guga Rocha, estreia dia 27 de julho no R7 Virtz e no canal do R7 no YouTube. Em seis episódios, o chef alagoano desafiará convidados para prepararem pratos inovadores, cada um em sua casa. A ideia é mostrar receitas práticas que possam ser incorporadas ao cardápio das famílias. A websérie tem oferecimento da Pilão. O primeiro convidado da websérie é o apresentador Celso Zucatelli.

ASSISTA AO PRIMEIRO EPISÓDIO NA ÍNTEGRA!

Guga Rocha conta que está acostumado a cozinhar e apresentar programas, mas a experiência à distância trouxe novos conhecimentos. “Aprendi muito sobre o enquadramento de câmera, técnicas de filmagem, além de como conduzir o entrevistado a cozinhar e contar histórias mesmo tempo, afinal, será um bate-papo com aula na cozinha”, conta.

Na dinâmica, os convidados receberão em suas casas uma caixa com os mesmos ingredientes do chef, porém, um não poderá ver o preparo do outro. Uma preocupação dos organizadores foi integrar ingredientes baratos aos preparos, pensando no público que também poderá reproduzir as receitas.

Guga conta que aquele cafezinho, que não pode faltar após as refeições, também pode ser um dos ingredientes incorporados às receitas. “Em sobremesa é comum usar o café. O tiramissú, por exemplo, é uma das minhas preferidas e o café é essencial, mas também faço um molho barbecue com o café que é coisa de louco!”, adianta o chef, que já liberou a receita de molho na home do R7 Virtz.

Estudioso e apaixonado por café, Guga Rocha conta que a marca Pilão faz parte das memórias que tem com a mãe, que sempre o recebe em Maceió com café, bolo e muito afeto.

O apresentador também destaca a nova relação das pessoas com a culinária, que neste momento de isolamento social, redescobriram o prazer e a intimidade com a cozinha e o preparo de receitas. “É uma das coisas boas desse momento difícil pelo qual estamos passando. Essa reconexão das pessoas com a comida é muito importante. Redescobrir essa arte será muito benéfico para o mundo”, aposta.