Spa urbano oferece 2 mil massagens gratuitas para amenizar estresse

Rede de franquias prevê uma porcentagem do serviço destinada aos profissionais de saúde que estão na linha de frente do combate à covid-19

Rede de spas beneficiará 2 mil pessoas doando massagens que poderão ser resgatadas quando as unidades reabrirem após a quarentena

Rede de spas beneficiará 2 mil pessoas doando massagens que poderão ser resgatadas quando as unidades reabrirem após a quarentena

Divulgação/ Buddha Spa

A rede de spas urbanos Buddha Spa vai doar 2 mil massagens gratuitas a clientes e profissionais de saúde durante o período de isolamento social provocado pelo novo coronavírus.

O lançamento está previsto para esta quarta-feira (22) e a campanha será veiculada nas redes sociais do Buddha Spa. A ação doará uma massagem chamada de "Indian Head", gratuitamente, que poderá ser agendada assim que as unidades do spa forem reabertas. O resgate será feito no site do Buddha Spa e está limitado a um voucher por CPF. 

"Estamos dando este presente agora, período em que boa parte da população está em isolamento social, para amenizar o estresse que as pessoas estão passando, e ele poderá ser utilizado tão logo a gente reabra as nossas unidades", explica Gustavo Albanesi, sócio-fundador do Buddha Spa. "É o momento de cuidar de nossos clientes, pensar na saúde de todos nós."

Entre as 2 mil massagens oferecidas, uma porcentagem delas será destinada exclusivamente aos profissionais de saúde que estão na linha de frente do combate ao novo coronavírus. "É nossa forma de agradecer a esses profissionais", afirma. 

Técnica de relaxamento

A "Indian Head" é uma técnica de relaxamento e fortalecimento do sistema imunológico, com massagem feita nos ombros, pescoço e cabeça. A rede defende que, aliada a uma boa alimentação, ao descanso adequado e à prática regular de exercícios físicos, o hábito de receber massagem pode melhorar também a imunidade do organismo, pois promove relaxamento e melhora a circulação.

A rede de franquias de spas urbanos foi fundada em 2001 por Gustavo Albanesi e Jayme Santos, ex-executivos do mercado financeiro, e hoje conta com 34 unidades em sete cidades.