Times de rúgbi convidam menino vítima de bullying para partida

Quaden Bayles, de 9 anos, sofre de nanismo e foi alvo de piadas na escola. ‘Ele saiu do pior para o melhor dia da sua vida’, disse a mãe do garoto

Quaden Bayles entrou de mão dada com jogador

Quaden Bayles entrou de mão dada com jogador

Reprodução/NRL

Os principais jogadores de times da Austrália e da Nova Zelândia abraçaram o garoto Quaden Bayles, de 9 anos. O menino, que foi vítima de bullying na escola por seu nanismo, entrou de mãos dadas com o atletas neste sábado (22), no Jogos das Estrelas da NRL (Liga Nacional de Rúgbi, na sigla em inglês).

A história do menino ganhou repercussão mundial depois que a mãe, Yarraka Bayle, postou um vídeo do garoto chorando após ser vítima de bullying na escola. Ao longo dos seis minutos de vídeo, o menino chega a dizer que ‘quer se matar’. O vídeo foi visto por mais de 14 milhões de pessoas.

Desta vez, a mãe pode comemorar dias melhores do seu filho. Após o apoio de atletas e personalidades de todo o mundo, Yarraka, que tem origem aborígene, disse ao canal britânico Sky News.

"Nunca poderíamos sonhar em nossos sonhos mais loucos que isso tivesse acontecido em todo o mundo e criado um frenesi da mídia", disse.

Antes do momento emocionante da família, Yarraka havia dito que o convite da NRL fez com que o filho saísse "do pior dia de sua vida para o melhor dia de sua vida".

Curta a página de Esportes do R7 no Facebook

Neymar, Mbappé e companhia na festa de Cavani, Icardi e Di Maria