Todos pela Saúde doa mais de 180 mil itens de proteção individual

Além de máscaras N95, iniciativa distribuiu face shields, luvas, óculos de proteção e aventais para profissionais que atuam no SUS de São Paulo

Iniciativa visa manter a proteção individual de profissionais da saúde durante a pandemia

Iniciativa visa manter a proteção individual de profissionais da saúde durante a pandemia

Divulgação/Ricardo Matsukawa

O Estado de São Paulo recebeu uma doação de mais de 180 mil equipamentos de proteção individual (EPIs). Na tentativa de minimizar os efeitos da da pandemia da covid-19, a iniciativa Todos pela Saúde, lançada pelo Itaú Unibanco, distribuiu máscaras N95, face shields, luvas, óculos de proteção e aventais aos profissionais do sistema público de saúde.

De acordo com Sidney Klajner, presidente do Hospital Albert Einstein e especialista membro do projeto, grande parte do problema de atendimento é a falta da proteção para médicos e enfermeiros. "Se contaminados, esses profissionais são afastados, prejudicando o atendimento. É fundamental proteger quem cuida. Eu cuido de quem está cuidando e, assim, asseguramos a saúde de toda a população".

O Todos pela Saúde é liderado por Paulo Chapchap, diretor-geral do Hospital Sírio Libanês, e conta também com a participação de Drauzio Varella, médico, cientista e escritor; Gonzalo Vecina Neto, ex-presidente da Anvisa; Maurício Ceschin, ex-diretor-presidente da Agência Nacional de Saúde; Eugênio Vilaça Mendes, consultor do Conselho dos Secretários de Saúde; Sidney Klajner, presidente do Hospital Albert Einstein; e Pedro Barbosa, presidente do Instituto de Biologia Molecular do Paraná, instituição ligada à Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz).