Trabalho voluntário ajuda os outros e faz bem para a saúde mental

Esse tipo de ação impacta na sociedade de diversas maneiras. De acordo com a ONU, a ação produz importantes contribuições na sociedade

'O trabalho voluntário pode fazer tão bem ao voluntário quanto ao público beneficiado'

'O trabalho voluntário pode fazer tão bem ao voluntário quanto ao público beneficiado'

Pixabay

O trabalho voluntário faz bem para o estado emocional das pessoas. É muito comum ouvir de quem realizou um boa ação, que ela se sentiu útil ou aprendeu a valorizar mais a vida, até mesmo se sentindo mais contente.

Qual será, então, a relação do trabalho voluntário com a saúde mental? De acordo com Marcelo Nonohay, referência na área de voluntariado e diretor da MGN Consultoria - empresa especializada em gestão de projetos para transformação social -, quando se escolhe fazer um trabalho voluntário, os primeiros argumentos se referem, quase sempre, aos benefícios que aquela ação trará para uma organização social ou uma causa.

"Contudo, só quem experiência numa ação de voluntariado conhece o grande poder transformador também na saúde mental", diz ele. "Ou seja, isso tudo reafirma a máxima: o trabalho voluntário pode fazer tão bem ao voluntário quanto ao público beneficiado", ressalta.

Principais benefícios

Segundo Nonohay, o trabalho voluntário é muito eficaz na aprendizagem de novas habilidades. "O engajamento nesse tipo de trabalho é um ponto positivo no currículo profissional e para a vida pessoal por aprender, aprimorar competências e também socializar", afirma.

Dessa forma, os principais benefícios que o trabalho voluntário traz à saúde mental são:

::: Desenvolvimento de empatia: a pessoa passa a olhar com outros olhos para os problemas sociais e aprende a se colocar no lugar do outro;

::: Sensação de satisfação: ao fazer um trabalho voluntário, o indivíduo sente que está ajudando alguém e/ou uma causa e isso aumenta a sensação de satisfação consigo mesmo e com o seu papel no mundo;

::: Aprender a se relacionar com públicos distintos: o trabalho voluntário faz com que as pessoas entrem em contato com públicos diversos que, muitas vezes, não fazem parte do grupo com o qual estão acostumado a interagir. Isso faz com que se desenvolva a habilidade de se comunicar melhor;

::: Aperfeiçoamento de habilidades que já existem: ao oferecer um trabalho voluntário, também aperfeiçoam-se aquelas habilidades que a pessoa já possui e, melhor ainda, a direciona para fazer o bem ao próximo.

Em tempos de pandemia e de isolamento social, em que manter a saúde mental é um desafio constante, fazer trabalho voluntário pode ser uma saída bastante eficaz. Além de fazer bem ao próximo, é uma forma de manter a mente sã e criar espaço para novos aprendizados e vivências.

Impactos na sociedade e no indivíduo

O trabalho voluntário impacta na sociedade de diversas maneiras. De acordo com a ONU (Organização das Nações Unidas), “o voluntariado produz importantes contribuições, tanto na esfera econômica como na social, e contribui para uma sociedade mais coesa, através da construção da confiança e da reciprocidade entre as pessoas”.

Dessa forma, alguns dos benefícios do trabalho voluntário para a sociedade são:

::: Construção de uma sociedade mais justa e menos desigual;

::: Melhora a relação entre as pessoas;

::: Ajuda na transformação social;

::: Permite que uma parcela economicamente privilegiada da sociedade conheça de forma mais profunda a desigualdade social.

Ao reunir os impactos do trabalho voluntário no indivíduo e na sociedade, logo, o voluntariado torna-se um mecanismo que promove a saúde mental e, por sua vez, melhora a relação do indivíduo com a comunidade onde vive.

Trabalho voluntário ideal

A satisfação pessoal, ao realizar um trabalho voluntário, está ligada aos serviços que podem ser prestados à sociedade. Portanto, ela surge quando aquela ação ou causa faz sentido para o voluntário.

Por exemplo, se alguém é sensível à causa animal, pode oferecer seu tempo, trabalho e talento para uma organização que cuide de animais ou que se preocupe com o meio ambiente.

Escolher uma causa que tenha a ver com a sua personalidade é o primeiro passo para que o trabalho voluntário faça bem à sua saúde mental, segundo Nonohay.

Outros pontos importantes que devem ser considerados são:

::: Optar por um trabalho voluntário que não atrapalhe a rotina de trabalho profissional e não crie sobrecarga;

::: Escolher uma organização social de confiança e que tenha boa reputação. Dá para avaliar uma instituição social conversando com seus gestores e esclarecendo todas as dúvidas sobre o trabalho desenvolvido ali;

::: Deixar claro para a organização social o que você pode oferecer e quais são seus limites.

Vale ressaltar também a importância de conhecer suas próprias habilidades e identificar os principais estímulos que leva cada pessoa a se sentir gratificada pelo trabalho realizado.

A melhora na saúde mental, por sua vez, tem a ver com o sentido que é dado às atividades que realizamos. Por isso, junto aos benefícios que o trabalho voluntário traz em termos cognitivos, há o fato de que a saúde mental depende da capacidade de saber escolher o trabalho voluntário ideal.