TRE convoca voluntário para orientar deficiente auditivo na eleição

Projeto Libras, do Tribunal Regional Eleitoral de SP, conta com colaboradores que dominam a língua de sinais para atuar no local de votação

Voluntários vão auxiliar em locais de votação

Voluntários vão auxiliar em locais de votação

RODOLFO BUHRER/FOTOARENA/FOTOARENA/ESTADÃO CONTEÚDO

O Tribunal Regional Eleitoral de São Paulo (TRE-SP) está convocando eleitores com conhecimento em Libras (Linguagem  Brasileira de Sinais) para atuar como voluntários nas eleições de novembro.

Leia também: Começa hoje treinamento de mesários que atuarão nas eleições

Os interessados em doar seu conhecimento e proporcionar auxílio aos eleitores devem acessar o formulário e se inscrever. O apoiador logístico com conhecimento em Libras terá a função de orientar os eleitores com alguma dificuldade de audição sobre o local de sua seção eleitoral e esclarecer outras dúvidas. Os voluntários serão identificados por meio de camisetas específicas.

Dos 33.565.294 eleitores aptos a votar, 414.978 (1,23%) declararam ter algum tipo de deficiência. Desse número, 15.848 têm algum problema auditivo. O Estado de São Paulo utilizará 30.083 seções com acessibilidade nas eleições municipais de novembro.

Para proporcionar a segurança de todos, a Justiça Eleitoral providenciará aos voluntários, no dia da votação, máscaras descartáveis e álcool em gel. Além disso, os ambientes contarão com demarcações para manter o distanciamento. 

Os colaboradores voluntários receberão auxílio-alimentação e terão direito à concessão do benefício de folga no trabalho pelo dobro de dias de atuação (artigo 98 da Lei n. 9.504/1997).

O Projeto Libras foi implantado pela primeira vez nas eleições gerais de 2014, quando contou com a participação de 275 voluntários. Em 2018, o número subiu para 551. Para as eleições deste ano, os interessados em participar devem entrar em contato com seu cartório eleitoral.