Uganda registra alto número de nascimentos de gorilas em 2020

Cinco bebês gorilas nasceram em seis semanas no Parque Nacional do país. Já são sete bebês nesse ano, em comparação com dois em 2019

Só em 2020 já foram sete novos bebês gorilas

Só em 2020 já foram sete novos bebês gorilas

Reprodução/Twitter Uganda Wildlife

Uganda disse que registrou um “boom de bebês” entre os gorilas em um parque nacional que é um Patrimônio Mundial da Unesco e uma das atrações turísticas mais apreciadas do país africano. Já foram sete que nasceram nesse ano, um número bem incomum levando em consideração que em média, a Uganda registra um ou dois nascimentos anuais.

Foram cinco bebês gorilas que nasceram nas últimas seis semanas. A mais nova chegada foi de uma gorila de 18 anos chamada Ruterana, tornando-se seu terceiro filho.

Apesar da constante ameaça de caça ilegal em Uganda, o parque tem cerca de 400 gorilas da montanha, isso representa metade da população mundial. Os aumentos recentes no número fizeram com que os gorilas das montanhas fossem removidos da lista vermelha em perigo crítico da União Internacional para a Conservação da Natureza em 2018, mas a organização ainda os classifica como espécie em extinção.

Bashir Hangi, porta-voz da Uganda Wildlife Authority (UWA), disse que o aumento do número de nascimentos é uma prova do sucesso relativo dos esforços de conservação do país, apesar dos frequentes casos de caça ilegal e outras ameaças à vida selvagem.

Uganda possui metade da população mundial dos gorilas da montanha

Uganda possui metade da população mundial dos gorilas da montanha

Reprodução/Twitter Uganda Wildlife