Virtz Cortina de abraços une familiares e idosos em asilos de São Paulo

Cortina de abraços une familiares e idosos em asilos de São Paulo

Depois de quase 100 dias, Maria Paula Moraes pode abraçar de novo o pai, Wanderley de Moraes, de 82 anos. Ele vive em um lar de idosos na cidade de São Paulo.

Apesar do avanço da pandemia do coronavírus no Brasil, os dois puderam se aproximar através de uma estrutura batizada de "cortina do abraço".

A invenção é do empresário Bruno Zani, que voluntariamente instala a estrutura em várias casas de repouso para proporcionar o reencontro entre familiares.

Últimas